TORCIDA DO CORITIBA FEZ A FESTA DESDE BEM ANTES DA BOLA ROLAR

Já diz um trecho do hino do Coritiba “Ó Glorioso, como é bom te ver campeão de novo”. A torcida coxa-branca esperou quatro anos para voltar a ver seu clube do coração campeão novamente. Neste domingo (07), com o estádio Couto Pereira lotado, o Verdão fez a festa, exorcizou os fantasmas dos últimos anos em retas finais de estaduais, passou pelo Atlético no clássico Atletiba 372 da história e voltou a ser campeão paranaense. De quebra, ainda desempatou as decisões de Paranaense contra o Rubro-Negro. São agora nove para o Coxa e oito para o Furacão.A festa da torcida do Coritiba começou nas primeiras horas do domingo. Grupos de torcedores alviverdes se reuniram nas ruas próximas ao Alto da Glória, fizeram churrasco e aumentaram ali, a expectativa para a finalíssima do Campeonato Paranaense de 2017.

O atual elenco do Coritiba conseguiu resgatar o orgulho do torcedor coxa-branca. Ainda fora do Couto Pereira, torcedores alviverdes foram vistos de caras e cabelos pintados. Faixas de campeão foram compradas ali mesmo, antes mesmo de a bola rolar. A goleada por 3×0 no jogo de ida, em plena Arena da Baixada, deu essa confiança ao público do Verdão.

A confiança era tanta que grupos de torcedores de fora de Curitiba vieram até a capital paranaense para ver o Coritiba novamente campeão do Estadual. “Vale qualquer coisa pelo Coritiba, para ver o Coxa ser campeão. Viemos em um grupo grande e esperamos voltar felizes para casa”, disse Claudio Roberto e Silva, que veio de Ponta Grossa para acompanhar o clássico Atletiba decisivo do Paranaense.

Ainda fora do Couto Pereira, a torcida do Coritiba já deu um show a parte. A tradicional “Mauá de Fogo” reuniu muitos torcedores alviverdes que, com fogos e muita fumaça verde e branca recepcionaram o elenco coxa-branca e já deram uma prova do que seria a festa dentro do estádio. Sobrou também provocações para o elenco do Atlético, que chegou ao Alto da Glória aos gritos de “o freguês voltou” do público que estava esperando a chegada do Coxa no estádio.

A expectativa criada após a goleada conquistada no jogo de ida, na Arena da Baixada, foi confirmada com a bola rolando. A torcida do Coritiba deu um show a parte e apoiou o Coxa os 90 minutos do Atletiba decisivo. O espaço para a torcida do Atlético foi reduzido, já que a procura foi pequena, como já se esperava. Mesmo assim, apesar de em menor número, os rubro-negros que compareceram ao Couto Pereira empurraram o Furacão na busca da vitória por quatro gols de diferença que daria o título ao time de Paulo Autuori.

O jogo em si, por ser um clássico Atletiba, já mexe com as emoções e os nervos das duas torcidas. O Coritiba foi campeão de maneira incontestável. Não tomou grandes sustos. Tanto que, apesar do empate sem gols diante do Furacão, aos 17 minutos do segundo tempo surgiram os primeiros gritos de campeão da torcida coxa-branca. A partir daí, foi só esperar o apito final e a conquista do 38º título do Paranaense da história do Verdão. As comemorações seguiram e o atacante Kléber, capitão do Coxa, levantou a taça e ainda comemorou a artilharia isolada do Estadual deste ano.

Categoria:Exemplo de categoria

Deixe seu Comentário