PARANÁ CLUBE ENTRA NA SÉRIE B COM MOTIVOS DE SOBRA PARA CONFIAR NO ACESSO

O Paraná ,talvez nunca tenha entrado tão otimista na Série B do Campeonato Brasileiro como este ano. A empolgação tem uma justificativa: o Tricolor fez, até aqui, jogos convincentes e com atuações coletivas e individuais que empolgaram. Apesar de o título paranaense não ter vindo – inclusive com uma eliminação precoce para o Atlético -, a equipe paranista sobrou na competição e foi segura na Primeira Liga e na Copa do Brasil.Contra adversários de Série A, como o próprio Furacão, Coritiba, Bahia e Vitória, o Paraná Clube mostrou qualidade e jogou de igual. Essa vontade e determinação é que fazem com que o time entre, enfim, como um dos favoritos ao acesso e largar a Segundona depois de dez anos.

Nem mesmo a surpreendente saída do técnico Wagner Lopes na semana passada diminuiu o otimismo. O ainda desconhecido Cristian de Souza chegou prometendo manter a forma de atuar do antecessor. Além disso, do time até então titular, apenas o zagueiro Airton saiu. Ou seja, se a manutenção do trabalho for, de fato, seguida à risca, será difícil ver o Tricolor cair de produção.

“O modelo de jogo está sempre em construção, não é linear, pois há quedas de rendimento e a gente está sempre muito atento. O futebol é algo muito completo. Vamos dar sequência no trabalho e reforçar os bons hábitos que o time tinha”, disse o novo comandante paranista.Mais do que seguir a linha de raciocínio, Cristian terá à disposição jogadores como o goleiro Léo, o zagueiro Brock, o volante Alex Santana e o meia Renatinho, os principais nomes até aqui na temporada e que permanecem para a Série B. Tudo para deixar o otimismo alto para o principal desafio da temporada.

A única deficiência da equipe no ano foi no ataque. Nenhum jogador se firmou como homem de referência. Um problema que pode ser corrigido com a chegada de Daniel Morais, mais uma tentativa da diretoria, que mostrou que vem dando tiros certeiros nas contratações.

Time-base: Léo; Júnior, Rayan, Brock e Igor; Gabriel Dias, Alex Santana, Róbson, Renatinho e Guilherme Biteco; Daniel Morais. Técnico: Cristian de Souza

Categoria:Exemplo de categoria

Deixe seu Comentário