IMPEACHMENT! BRIGÕES DO LONDRINA SÃO MANDADOS EMBORA DO CLUBE!

Depois de tentar colocar panos quentes, o Londrina tomou uma decisão drástica. Em tempos de cassação e renúncia, anunciou um “impeachment” e dispensou na tarde desta quinta-feira (18) o goleiro Zé Carlos e o zagueiro Luizão, que saíram no tapa no final da partida de terça (16) diante do Brasil de Pelotas. O que tinha sido “normal” na chegada da delegação do Tubarão virou uma curta nota de dispensa.

A nota foi repassada pela assessoria do LEC, e a íntegra é essa: “Em virtude do ocorrido durante o jogo contra o Brasil de Pelotas, o Londrina Esporte Clube informa que o goleiro Zé Carlos e o zagueiro Luizão não fazem mais parte do elenco profissional”. Apenas isso. Os jogadores brigaram ao apito final do empate com o time gaúcho, por conta da reclamação do goleiro com o zagueiro. Luizão reagiu, Zé Carlos foi pra cima dele e os dois trocaram sopapos. O goleiro teve que ser contido por meia delegação do Londrina antes de ser levado ao vestiário.

Na quarta-feira (17), quando o Tubarão voltou para casa, os jogadores foram impedidos de falar com os jornalistas, e o diretor Ocimar Bolicenho jogou panos quentes na história. “Aconteceu uma discussão de final de jogo, uma bola que quase gerou o gol do Brasil. Isso é normal. Se a discussão tivesse acontecido no vestiário, não teria essa repercussão. Como aconteceu dentro do campo, teve toda essa repercussão”, disse o ex-presidente do Paraná Clube e ex-diretor de futebol do Atlético.

Como só foram realizadas duas rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, Zé Carlos e Luizão estão a princípio liberados para atuar em outras equipes. Mas, apesar da briga não ter sido relatada na súmula pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto, a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva deve denunciar os dois atletas.

Logo depois da dispensa, a assessoria do goleiro Zé Carlos divulgou a seguinte nota:

“Ao sair do jogo, vi os noticiários e as imagens da TV, e pude perceber que o mostrado não condiz com o ocorrido. Fui falar com o Luizão após o lance final, o que é normal em situações de jogo, e recebi um soco. No calor da emoção e sangue quente, fiquei indignado com a situação e quis tirar satisfação. Em momento algum agredi o Luizão, não houve troca de socos, é errado o que vem sendo divulgado.

Hoje, o Londrina Esporte Clube decidiu por rescindir o contrato comigo e com o zagueiro. Entendo e compreendo a atitude do clube.

Cabe a mim, pedir desculpas pelo ocorrido, atitude como esta, no que diz respeito a alteração de humor e nervosismo extremo, não faz parte do meu perfil.

Desejo um excelente campeonato ao LEC”.

Categoria:Exemplo de categoria

Deixe seu Comentário