Pagina Inicial / Paraná Clube / No adeus à Segundona, Paraná Clube empata e faz festa

No adeus à Segundona, Paraná Clube empata e faz festa

O Paraná Clube deu adeus à Série B e a um de seus maiores ídolos. Na despedida do goleiro Marcos, o Tricolor empatou em 1×1 para o Boa Esporte, neste sábado (25), no Alto da Glória. Mas o placar foi o de menos, o que se curtiu foi o fim de uma agonia que durou dez anos, e o que se homenageou foi um jogador que dedicou a vida ao Paraná.

Ao entrar no gramado do Couto Pereira, Marcos recebeu o abraço das duas filhas. Chorando, elas deram aos mãos ao pai e principal personagem da tarde até o momento do hino nacional. Depois, ele ouviu mais de 35 mil pessoas gritarem seu nome. O goleiro merecia isso e muito mais, por tudo que construiu com a camisa do Paraná e também no futebol europeu. “O jogo é em homenagem a ele”, resumiu Matheus Costa, pouco antes da partida começar.

 Mas houve tempo para Marcos ser ovacionado novamente, ao receber de Richard uma placa comemorativa pelos 19 anos de carreira profissional, e também para que os filhos de Jonas Pessalli dessem o pontapé inicial da partida – a morte do jogador em um acidente de carro, em meio à temporada, foi um dos momentos mais tristes para o Tricolor.O clima era de comemoração. A lamentar o ato de alguns torcedores, que vandalizaram a estátua de Dirceu Krüger na entrada do estádio. A cada vez que Marcos pegava na bola, uma explosão de gol – e no caso muito pelo contrário. Todos os jogadores eram festejados, a torcida cantava o tempo todo, os paranistas tentavam retribuir impondo um ritmo forte no início da partida. Mas a primeira chance foi do Boa, com Geandro, ex-jogador do Cianorte, quase acertando o toque na bola parada.Logo depois o Tricolor chegou. Na bola parada também, com Iago Maidana ganhando da zaga mas chutando em cima de Elivélton. Parou nisso, porque os dois times desistiram de atacar. Era natural, o jogo a rigor era para cumprir tabela. A torcida vibrou no voo de Marcos para salvar a defesa aos 26 minutos – e era com o goleiro que se viam os melhores e mais emocionantes momentos da tarde.

Na etapa final, Matheus Costa tentou colocar o Tricolor mais à frente. Mas apenas aos 17 minutos o time criou, num bombardeio com Leandro Vilela, Alemão, Renatinho e Robson, que pararam na defesa e no goleiro Fabrício (aquele do J. Malucelli). Só que o gol foi mesmo de Rodolfo, num chute forte aos 33 minutos. O Paraná pressionou para empatar, e conseguiu aos 47 minutos, na jogada de Felipe Alves concluída por Robson. A festa foi grande ao fim do jogo. Afinal, a grande batalha foi vencida.

Ficha técnica

Série B
2º Turno – 38ª Rodada

PARANÁ CLUBE 1×1 BOA ESPORTE

PARANÁ CLUBE
Marcos; Cristovam; Eduardo Brock, Iago Maidana e Rayan; Gabriel Dias (Vitor Feijão), Leandro Vilela, Zezinho e Renatinho (Minho); Robson e Alemão (Felipe Alves).
Técnico: Matheus Costa
BOA ESPORTE
Fabrício; Geandro, Caíque, Julio Santos e Elivelton; Radamés (Wesley), Alyson, Lucas Hulk e Thaciano (Ruan); Reis e Rodolfo.
Técnico: Sidney Moraes

Local: Couto Pereira
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Cipriano da Silva Souza (TO)
Gols: Rodolfo 33 e Robson 47 do 2º
Cartões amarelos: Robson (PR); Lucas Hulk, Julio Santos, Geandro, Reis (BOA)
Público pagante: 36.791
Público total: 37.714

Sobre admin

Check Also

Renovação de Renatinho pode virar novela no Paraná Clube

A permanência do meia Renatinho no Paraná Clube  para a próxima temporada pode virar uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *