Pagina Inicial / Paraná Clube / Um dos heróis do acesso do Paraná Clube, Iago Maidana dá volta por cima em 2017

Um dos heróis do acesso do Paraná Clube, Iago Maidana dá volta por cima em 2017

Muitos jogadores podem ser considerados heróis na conquista do acesso do Paraná Clube em 2017. Com um elenco barato – uma das menores folhas salariais da competição -, o Tricolor foi em busca de peças encostadas em outros clubes ou que estavam em divisões menores para reforçar o time. Um deles foi o zagueiro Iago Maidana, que chegou desacreditado e se tornou um dos grandes destaques deste retorno paranista à elite.

Apesar de ter apenas 21 anos, Maidana já passou por poucas e boas na carreira. Revelado pelo Criciúma, foi contratado pelo São Paulo em 2015. Uma negociação que chamou mais atenção nos bastidores, onde gerou uma enorme polêmica.

Na época, o defensor foi contratado por R$ 800 mil pela empresa Itaquerão Soccer, que o increveu no Monte Cristo, time da terceira divisão de Goiás. Só que dois dias depois teve 60% do passe repassado para o São Paulo, por R$ 2 milhões. O acordo é proibido por lei, uma vez que envolveu investidores nos direitos econômicos. O caso gerou uma repercussão enorme, culminando com a renúncia do presidente do Sâo Paulo, Carlos Miguel Aidar.

Para Maidana, sobrou o ‘afastamento’ no tricolor paulista. Encostado, ele ficou marcado dentro do clube pela questão contratual e foi repassado no início desde ano para o São Bernardo, onde jogou poucos minutos em uma única partida no Campeonato Paulista. Uma temporada que tinha tudo para ser perdida.

Em junho, o zagueiro foi anunciado pelo Paraná Clube por empréstimo até o final do ano. Era a chance da redenção, que só veio um mês depois, na troca do comando técnico, quando o técnico Cristian de Souza foi demitido e Matheus Costa assumiu interinamente, antes da chegada de Lisca. Na goleada por 4×1 sobre o Brasil de Pelotas, Iago Maidana ganhou a primeira chance e foi titular. Apesar de ter falahdo no gol do adversário, foi mantido na equipe e não saiu mais.

No total, foram 26 jogos, sendo 24 pela Série B e dois pela Primeira Liga, com cinco gols marcados, alguns decisivos, como na vitória por 1×0 sobre o Internacional, fechando um ano até então quase perdido, com o acesso do Tricolor à Série A depois de dez anos.

“Eu não imaginava isso no começo do ano, foi muito difícil pra mim. Eu acabei não jogando o Paulista, vim aqui como uma aposta e tive a oportunidade que o Matheus Costa me deu e a partir de agora na minha carreira tenho muito a agradecer a ele. Se o Matheus não me coloca pra jogar, eu não estaria jogando e fazendo essa história”, afirmou ele, que teve um 2017 inesquecível também fora de campo, com o nascimento da sua primeira filha no segundo semestre.

 Motivos que fizeram ele agradecer, e muito, ao término do empate em 1×1 com o Boa Esporte. Pagando uma promessa feita ainda em Recife, após o 0x0 com o Santa Cruz, o zagueiro atravessou o gramado do Couto Pereira de joelhos.“Eu fiz essa promessa contra o Santa Cruz. Se a gente subisse eu ia pagar essa promessa em casa. Esperava que fosse na Vila, mas o importante foi pagar a promessa. Cansado, mas foi na superação. Deus merece, eu fiz essa promessa e agora está tudo certo. Conseguimos atingir o nosso objetivo e agora é só comemorar”, revelou o atleta.

Agora, com contrato terminando, Maidana ainda não sabe o destino para 2018. Se depender da vontade própria, seguirá no Paraná Clube, mas ainda depende do aval do São Paulo, com o qual tem contrato até setembro do ano que vem.

“Já falei da minha vontade de ficar, mas não depende só de mim, mas do meu empresário e também do São Paulo. Agora vamos esperar para ver o que vai dar no ano que vem”, ressaltou o jogador, que, se não ficar no clube paulista, não quer ser emprestado a outro time que não seja o Paraná.

Sobre admin

Check Also

Renovação de Renatinho pode virar novela no Paraná Clube

A permanência do meia Renatinho no Paraná Clube  para a próxima temporada pode virar uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *