Pagina Inicial / Geral / Análise: Palmeiras mostra problemas de criação, mas Roger Machado resolve

Análise: Palmeiras mostra problemas de criação, mas Roger Machado resolve

Roger Machado deu um ótimo exemplo de como corrigir um time na partida contra o RB Brasil, na quinta-feira. Durante a primeira etapa da partida, a saída de bola com três jogadores utilizada pelo Verdão nos primeiros jogos da temporada não estava funcionando por dois motivos: laterais apressados e um volante com menor qualidade no passe.

Mas como assim? O primeiro elemento que prejudicou essa saída foi explicado pelo treinador na coletiva após a partida. Segundo ele, os dois laterais do Verdão estavam se projetando no campo de ataque muito rápido. Assim, quando recebiam a bola, tinham pouco tempo para executar a jogada. O outro ponto que dificultou essa saída foi o volante Thiago Santos, que diferentemente de Felipe Melo, não tem tanta qualidade no passe.

Abaixo explicamos como o problema se desenvolveu na partida, e como o treinador Roger Machado conseguiu resolver no segundo tempo.

O problema

Os dois laterais do Palmeiras, Victor Luis e Mayke, afundaram muito para o campo de ataque no primeiro tempo. Quando a bola chegava para os dois zagueiros, eles forçavam o passe para eles. Os dois, porém, não tinham tempo para pensar e fazer a jogada.

Somado a isso estava Thiago Santos, autor dos dois gols do Verdão, que não se apresentou para receber a bola dos zagueiros tanto quanto Felipe Melo. E quando ele vinha buscar a bola, naturalmente não dava a mesma qualidade no passe que o “Pitbull”.

No lance do gol do RB Brasil, isso fica claro. Antônio Carlos recebe a bola de Thiago Martins, que não tinha como passar para Lucas Lima, e não vê nenhuma opção livre de marcação à frente. Thiago Santos, que deveria estar próximo dos zagueiros, afunda no campo de ataque, forçando o passe para frente. Na sequência, o RB Brasil rouba a bola e chega com igualdade numérica na área. Mas essa dificuldade na armação das jogadas foi resolvida pelo treinador.

A solução

Roger Machado percebeu isso no segundo tempo e mudou a maneira de sair jogando de sua defesa. Ele pediu para que os laterais se aproximassem da zaga, para dar uma opção “lateralizada” na saída de bola. E o treinador explicou essa mudança, veja no parágrafo a seguir:

– O posicionamento alterado foi que na saída de bola, com o adversário se defendendo, nossos laterais estavam se projetando antes do tempo para o campo de ataque. Então quando a bola era saída de um zagueiro, eles não conseguiam abrir o campo e olhar para frente, porque muito rapidamente já chegava a marcação – explicou Roger.

– O que eu pedi foi que na hora que chegasse a bola para os zagueiros, que dessemos uma opção mais lateralizada para eles. Isso não tenha dúvida que foi bem entendido. Porque às vezes você precisa sair com a linha de três, mas no intervalo eu corrigi, falei que não sairíamos com a linha de três, mas sim com a de quatro, para justamente você ter as asas mais abertas e municiar os jogadores com jogadas laterais – disse o treinador.

Veja na jogada abaixo como Mayke recua para dar essa opção mais “lateralizada” para Antônio Carlos. Do outro lado, Lucas Lima faz o mesmo, já que Victor Luis afundou no campo de ataque. O meia recebe o passe de Thiago Martins e aciona o lateral na esquerda. Isso mostra que a equipe de Roger Machado vem conseguindo assimilar suas orientações.– Eu consigo muito mais elementos quando há uma resistência por parte do adversário, porque aí sim vai aparecer onde você precisa corrigir os posicionamentos. Nos gols deles, quando atingiram o terço final do campo, a gente estava em igualdade numérica dentro da área, e isso você dificilmente consegue intervir um cruzamento, tem que ter superioridade. Faltou cobertura, um posicionamento mais adequado do Mayke. Mas é válido por isso – finalizou o treinador.

Fonte : Globo .com

Sobre admin

Check Also

Queda para a Aparecidense faz aumentar frustrações do Bota na Copa do Brasil

derrota por 2 a 1 e inesperada eliminação do Botafogo para a Aparecidense, na noite …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *