Pagina Inicial / Coritiba / Duelo com o Goiás pela Copa do Brasil vira decisão do ano pro Coritiba

Duelo com o Goiás pela Copa do Brasil vira decisão do ano pro Coritiba

Em declínio e com atuações preocupantes, o Coritiba chega em crise para tentar amanhã, diante do Goiás, às 19h30, no Estádio Couto Pereira, a sua classificação para a quarta fase da Copa do Brasil. O time coxa-branca, pobre ofensivamente e com apenas um gol marcado nos últimos quatro jogos, precisa reverter a vantagem da equipe goiana, que venceu o duelo de ida por 1×0, para seguir adiante na competição nacional. A classificação servirá para elevar a moral dos comandados do técnico Sandro Forner e também tem um peso financeiro, uma vez que pode render R$ 1,8 milhão aos cofres do Coxa.

Apesar de jogar dentro do Couto, o Coritiba terá que buscar, neste jogo, trazer o torcedor para o seu lado. Nos dois últimos jogos dentro de casa pelo Campeonato Paranaense, em que pese ter atuado com jogadores considerados reservas, o Alviverde perdeu para Maringá e Foz do Iguaçu por 3×0 e 3×1, respectivamente. O torcedor perdeu de vez a paciência e chegou a pedir, inclusive, a saída de Forner.

 O treinador, no entanto, segue prestigiado no cargo, já que está cumprindo o planejamento traçado pela diretoria. Com poucos recursos, a equipe é formada em sua maioria por jogadores das categorias de base. Os poucos reforços contratados ainda não deram a resposta esperada e isso tem preocupado o torcedor do Coxa, que vê a Série B se aproximar, mas sem perspectiva alguma que o clube poderá retornar à elite do futebol nacional já neste ano.

Passar pelo Goiás pode impactar diretamente o clube na busca por reforços. O diretor de futebol do Coritiba, Augusto de Oliveira, afirmou que essa cota extra que pode entrar em caso de classificação à quarta fase da Copa do Brasil ajudará na continuidade do ano.

“Estas contratações de peso exigem um financeiro um pouco mais elevado e uma classificação na Copa do Brasil pode facilitar, mas não é o único fator que sustente as próximas incorporações”, apontou o cartola, que garantiu que o Alviverde, até a disputa da Série B, deve contratar ainda de seis a dez reforços.

Planejamento

O momento do Coritiba não é bom. Apesar de estar garantido na decisão do Paranaense, por ter conquistado o primeiro turno, o time coxa-branca ainda não convenceu nessa temporada. O técnico Sandro Forner, pensando justamente no duelo diante do Goiás, decidiu preservar o elenco no duelo contra o Foz do Iguaçu e isso custou a eliminação precoce do Verdão do segundo turno, com duas rodadas de antecedência.

 “Nós tínhamos um planejamento desde o começo do ano. Como treinador, é horrível, mas tenho seguido esse planejamento, mesmo com esses problemas. Nós procuramos passar duas fases da Copa do Brasil com esse time e nós conseguimos. O Paranaense desde o começo foi usado para observarmos. Se eu quisesse focar só em questão de rendimento, nós poderíamos chegar com bastante dificuldade nesse jogo contra o Goiás. A ideia era que tivéssemos um time o mais descansado possível para termos a possibilidade de passar dessa terceira fase, que interessa em termos financeiros para o clube”, frisou o treinador.

O Coritiba, agora, precisa juntar os cacos da má fase que vive e buscar a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. Passar de fase significará ao time espantar a má fase que está rondando ao clube e dar um pouco mais de tranquilidade a Sandro Forner, que começa a ficar pressionado diante da sequência de resultados e atuações ruins do Verdão.

Sobre admin

Check Also

Argel Fucks esboça Coritiba com três volantes e faz quatro mudanças no time

Já no seu primeiro dia de trabalho à frente do Coritiba, o técnico Argel Fucks …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *