Pagina Inicial / Coritiba / Coritiba é atropelado pelo Sampaio Corrêa e afunda em crise

Coritiba é atropelado pelo Sampaio Corrêa e afunda em crise

O Coritiba começou a Série B do Campeonato Brasileiro em crise. Em uma atuação catastrófica, o Coxa perdeu para o Sampaio Corrêa por 2×0 na noite deste sábado (14) em São Luís, num Castelão com portões fechados. E se perder na estreia da Segundona já sai de toda a planificação alviverde, a postura da equipe de Sandro Forner deixa a situação do departamento de futebol ainda mais complicada. E ainda com 37 jogos a serem feitos.

O jogo começou para o Coritiba como foi a temporada – um time preocupado, sem força para atacar e pensando em se defender. Mesmo com uma equipe mais singela, o Sampaio Corrêa era quem partia para cima, tinha um jogo mais agressivo. Não parecia que estava em campo o principal candidato ao acesso para a primeira divisão. A ponto de Wilson ter que salvar o Coxa aos 18 minutos, num chute forte de Bruninho.

 Eram os donos da casa quem botavam pressão – e é bom reforçar que não havia torcida no Castelão. Marlon quase fez num arremate colocado, enquanto o Verdão não fazia absolutamente nada no ataque. A postura alviverde não mudava apesar do risco que o time corria. O primeiro tempo terminou sem o Coritiba ter chutado uma bola sequer no gol de Andrey. Um rendimento abaixo da crítica.

Mas antes do apito final, o Sampaio fez jus ao pleno domínio. Aos 43 minutos, Kaike cruzou e Silva se antecipou a Thalisson Kelven para abrir o placar – a arbitragem anotou gol contra do zagueiro alviverde. O resultado era muito merecido.

Na volta do intervalo, Sandro Forner tirou Julio Rusch – a única explicação para tirar o mais decisivo dos jogadores do Coritiba seria o cartão amarelo que o volante levou. Chiquinho entrou, fazendo sua estreia, como Vinícius Kiss, Abner, Jean Carlos e Bruno Moraes.

A alteração não mudou nada no panorama da partida. Tanto que a única defesa de Andrey foi numa cabeçada do zagueiro Maracás contra o patrimônio. O Coxa era incapaz de chutar uma bola sequer no gol do time maranhense. Bruno Moraes, o melhor jogador do interior no Campeonato Paulista, percebeu como era a vida de Alecsandro, Kléber e Evandro – ele não recebeu um passe sequer.

 Mesmo vendo o rendimento péssimo, o treinador alviverde decidiu trocar Vinícius Kiss por Simião. Apesar do cansaço do Sampaio, faltava força ofensiva para ao menos fazer uma pressão nos donos da casa. Tecnicamente a partida era muito fraca, e o Coritiba não conseguia trocar passes. A tática parecia ser apostar nos lançamentos (chutões?) de Wilson.

A última cartada foi Yan Sasse, no lugar de Pablo. Só que quem jogava era o Sampaio Corrêa, que definiu o jogo aos 37 minutos. Lance de João Paulo, que chamou César Benítez para dançar, e cruzamento para Uillian aparecer livre, na cara de Wilson. Era um placar justo. E um fracasso monumental do Coxa.

Ficha técnica

SEGUNDONA
1º Turno – 1ª Rodada

SAMPAIO CORRÊA 2×0 CORITIBA

Sampaio Corrêa
Andrey; Bruno Moura, Joécio, Maracás e Kaike; Willian Oliveira, Silva, Marlon (João Paulo), Bruninho (Wellington Rato) e Danielzinho (Fernando Sobral); Uillian.
Técnico: Francisco Diá

Coritiba
Wilson; César Benítez, Thalisson Kelven, Alex Alves e Abner; Vitor Carvalho, Vinícius Kiss (Simião), Julio Rusch (Chiquinho) e Jean Carlos; Pablo (Yan Sasse) e Bruno Moraes.
Técnico: Sandro Forner

Local: Castelão (São Luiz-MA)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
Gols: Thalisson Kelven (contra) 43 do 1º; Uillian 37 do 2º
Cartões amarelos: Kaike, Andrey (SAM); César Benítez, Pablo, Julio Rusch, João Paulo (CFC)
Cartões vermelhos:
Renda e público: portões fechados

Sobre admin

Check Also

Torcedores vão ao CT do Coritiba cobrar a diretoria

Os maus resultados fora de casa, a saída do G4 da Série B e a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *