Pagina Inicial / Coritiba / Diretoria do Coritiba adota o silêncio em meio à irregularidade

Diretoria do Coritiba adota o silêncio em meio à irregularidade

Inconstante na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba ainda não convenceu que é capaz de brigar pelo retorno à primeira divisão do ano que vem. O Verdão, na verdade, não consegue vencer como visitante na segunda divisão e só está na parte de cima pela campanha impecável que tem nas partidas realizadas no Couto Pereira. Em meio a essa gangorra e das incertezas que pairam na cabeça do torcedor, a diretoria segue em silêncio.

Nem o diretor de futebol, Augusto de Oliveira, e muito menos o presidente Samir Namur dão as caras para explicar o momento de instabilidade do Coxa na Série B. Nenhum dirigente vem a público para dar sequer alguma perspectiva de que o time seguirá lutando pelo acesso. Semana retrasada, a Rádio Trio de Ferro fez um pedido de entrevista com o presidente coxa-branca, mas não obteve retorno.

As explicações estão sendo dadas apenas pelo técnico Eduardo Baptista. Além de ter que falar sobre essa instabilidade do Coritiba na Série B, que consegue vencer em casa, mas tem o segundo pior rendimento como visitante, o treinador também tem comentado sobre a busca de reforços do clube para a sequência da temporada.

Depois de quase três meses à frente do Alviverde, Baptista conseguiu detectar as carências do elenco e recebeu, até agora, quatro novos jogadores. O lateral-direito Leandro Silva, o volante Uillian Correia e o meia-atacante Alisson Farias rapidamente tornaram-se titulares. O último contratado foi o atacante Jonatas Belusso, que em breve também deve garantir presença entre os onze, já que o Coxa segue com dificuldades de encontrar um homem de referência que dê a resposta esperada pela comissão técnica.

Por isso, o Coritiba ainda está atento ao mercado. O clube busca jogadores de qualidade e, assim como vem acontecendo, que cheguem já em condições de jogar e ajudar o Verdão na luta pelo acesso. O técnico afirmou que precisa de jogadores com mais experiência no Campeonato Brasileiro.

“A gente busca dar uma rodagem maior para a equipe. Metade do nosso elenco nunca disputou Série A ou B e isso na Série B é ponto fundamental. Nós buscamos jogadores com perfil de liderança e rodagem de Série A e B. Nós precisamos dessa experiência para controlar um jogo como o de hoje, contra o Guarani”, concluiu o treinador.

O Coritiba, em que pese estar brigando na parte de cima da classificação, não tem tido grandes atuações. Tem, sim, conseguido somar pontos importantes no Couto Pereira, mas jogando o suficiente para vencer as partidas. O Coxa ainda precisa encontrar o equilíbrio necessário nas suas atuações, especialmente fora de casa, para conseguir convencer de vez o torcedor que seguirá lutando pelo retorno à elite de 2019.

Sobre admin

Check Also

Torcedores vão ao CT do Coritiba cobrar a diretoria

Os maus resultados fora de casa, a saída do G4 da Série B e a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *