Pagina Inicial / Paraná Clube / Campanha atual do Paraná Clube é muito pior que em ano do rebaixamento

Campanha atual do Paraná Clube é muito pior que em ano do rebaixamento

Se o ano de 2007 traz péssimas recordações para o Paraná Clube, já que foi rebaixado à segunda divisão e por lá ficou por nada menos que dez anos, a temporada de 2018 está se caminhando para ser ainda pior. Na edição do Campeonato Brasileiro daquele ano, o time paranista, ao final da 17ª rodada, tinha 23 pontos e ocupava a 12ª colocação na classificação. A campanha atualmente é pior, já que o Tricolor tem dez pontos a menos e é o atual lanterna da competição.

Isso mostra que o Tricolor, a partir de agora, nos dois jogos restantes do primeiro turno e durante todo o returno, terá que fazer campanha de G4. O time paranista, nos próximos 21 jogos, terá que fazer pelo menos 32 pontos, atual campanha do Internacional, que ocupa a terceira colocação no Brasileirão.

Em 2007, o Paraná Clube iniciou o ano disputando a Libertadores, chegou às oitavas de final, mas não conseguiu uma boa sequência no Campeonato Brasileiro. Até começou bem, mas as constantes trocas de treinadores acabaram prejudicando a equipe, que, nas 21 rodadas restantes, conseguiu fazer apenas 18 pontos e acabou rebaixada.

O Paraná Clube, naquela temporada, começou o ano com Zetti no comando. O treinador ficou no Tricolor na disputa da Libertadores, mas acabou seduzido por uma proposta do Atlético-MG e abandonou o time paranista no começo do Brasileirão. Depois, passaram os técnicos Pintado, Gilson Kleina, Lori Sandri e Saulo de Freitas, todos sem sucesso para evitar o rebaixamento.

A diferença é grande também quanto ao desempenho do ataque. Em 2007, o Paraná Clube, depois de 17 rodadas, conseguiu marcar 21 gols. Até agora, o time de Rogério Micale marcou somente oito gols. Só nas três primeiras rodadas de dez anos atrás, quando venceu Grêmio, Juventude e Cruzeiro, o Tricolor já tinha marcado nove vezes. Número superior ao que o atual time tem na competição nacional

Assim, o Paraná Clube de 2018, para não ser rebaixado, precisa fazer o caminho inverso e mudar definitivamente seu rumo no Brasileirão para evitar o retorno melancólico à segunda divisão. Micale, apesar da campanha pífia do time, segue prestigiado no comando.

Para tentar mudar um pouco essa situação e ganhar um respiro para o segundo turno, o Paraná Clube terá que pontuar diante do Botafogo, neste domingo (12), às 11h, na Vila Capanema, e diante do Internacional, fora de casa. Mesmo que consiga, a tarefa na segunda metade do Brasileirão será complicada para conseguir a permanência na primeira divisão.

Sobre admin

Check Also

Dado Cavalcanti inicia nova ‘era’ no Paraná Clube com pouco tempo

A apresentação oficial do técnico Dado Cavalcanti à imprensa será somente nesta sexta-feira (19), mas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *