Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Atlético atropela Flamengo na Arena

Atlético atropela Flamengo na Arena

Atlético deu mais um passo importante na luta para sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com uma atuação beirando a perfeição, o Furacão fez o dever de casa, goleou o Flamengo por 3×0, na manhã deste domingo (19), na Arena da Baixada, chegou aos 18 pontos e subiu para a 18ª posição na classificação. Já podendo sair da área de risco da competição nacional na próxima rodada, o time comandado pelo técnico Tiago Nunes faz um confronto de seis pontos diante da Chapecoense, nesta quarta-feira (22), em Santa Catarina, na abertura do returno do torneio.

O primeiro tempo do Atlético foi impecável. Talvez o melhor até agora neste Campeonato Brasileiro. Diante de um dos maiores fregueses da história da nova Arena da Baixada, o Furacão buscou o gol desde o início, pressionou e conseguiu marcar aos 9 minutos. Em cobrança de falta ensaiada, Marcinho cobrou rasteiro no primeiro pau e Pablo, com oportunismo, desviou para as redes.

O time atleticano seguiu pressionando a saída de bola do Flamengo e dificultando a vida do atual vice-líder do Brasileirão. A equipe carioca, na melhor chance que criou no primeiro tempo, parou no goleiro Santos. O arqueiro atleticano defendeu o chute de Rodinei, de fora da área, e a tentativa de VItinho, no rebote.

O castigo para o Flamengo veio aos 16 minutos. Em boa trama ofensiva pela esquerda, Pablo cruzou, Nikão tentou e, no rebote de César, Raphael Veiga encheu o pé e ampliou a vantagem. Atordoado, o time carioca viu o Atlético ampliar quatro minutos mais tarde. Raphael Veiga cobrou escanteio e encontrou José Ivaldo, que cabeceou sem chances para César e marcou o terceiro gol rubro-negro.

TEVE FESTA! E com duas torcidas, pra mostrar que é possível!

Com larga vantagem no placar, o Atlético diminuiu um pouco o ritmo. Ao natural, o Furacão recuou um pouco, chamou o Flamengo para o seu campo, mas passou a terespaços para os contra-ataques. No entanto, foi o time flamenguista que criou as melhores chances no final do primeiro tempo. Aos 37, Willian Arão arriscou de fora e Santos defendeu mais. A equipe de Tiago Nunes, no entanto, quase fez o quarto ainda no primeiro tempo. Aos 44, Marcinho arriscou de fora e César evitou o gol atleticano.

O jogo no segundo tempo teve o Flamengo mais ofensivo para tentar uma reação que, pela postura do Atlético em campo, parecia ser pouco provável. O Furacão, então, com mais espaços, chegou perto de ampliar a vantagem aos 4 minutos, mas César defendeu o chute de Lucho González. A equipe carioca respondeu na sequência, mas Santos evitou o gol de Rodinei.

O Atlético seguiu com o controle do jogo. Eficiente na defesa, o time atleticano conseguia chegar com perigo a todo instante. Marcinho, por duas vezes, obrigou o goleiro César a trabalhar. O Flamengo respondeu na mesma moeda e, aos 17, Vitinho arriscou da entrada da área e Santos evitou o primeiro gol dos visitantes.

Mais efetivo e atuando de forma mais organizada, o Atlético ganhou fôlego novo com as entradas de Bruno Guimarães e Bruno Nazário. Eficiente na transição para o ataque, o Furacão quase fez o quarto aos 23 minutos. Marcinho cruzou e, dentro da área, Nikão mandou na trave do goleiro César.
Com o Flamengo entregue em campo, o Atlético, no embalo da torcida, foi em busca do quarto gol. O estreante da manhã, Anderson Plata, quase marcou no seu primeiro toque na bola. O atacante recebeu pela direita na área, chutou cruzado e acertou a trave do goleiro César. Com o controle da partida, coube ao time do técnico Tiago Nunes apenas administrar a vitória importante sobre o Flamengo e que dá mais fôlego para o Furacão na luta contra o rebaixamento.

Ficha técnica
BRASILEIRÃO
1º Turno – 19ª Rodada

ATLÉTICO 3×0 FLAMENGO

Atlético
Santos; Jonathan, Léo Pereira, Zé Ivaldo e Renan Lodi; Wellington, Lucho González (Bruno Guimarães) e Raphael Veiga (Bruno Nazário); Nikão (Anderson Plata), Pablo e Marcinho.
Técnico: Tiago Nunes

Flamengo
César; Rodinei, Léo Duarte, Thuler e Renê; William Arão (Marlos Moreno), Cuéllar e Lucas Paquetá; Éverton Ribeiro (Geuvânio), Vitinho e Uribe (Lincoln).
Técnico: Maurício Barbieri

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Gols: Pablo 9, Raphael Veiga 16 e Zé Ivaldo 20 do 1º
Cartões amarelos: Pablo, Léo Pereira, Zé Ivaldo (CAP); Vitinho (FLA)
Renda: R$ 744.350,00
Público total: 22.061

Sobre admin

Check Also

Atlético encara o Caracas em seu primeiro jogo da história na Venezuela

Pela primeira vez em sua história, o Atlético fará uma partida na Venezuela. Nesta quarta-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *