Pagina Inicial / Paraná Clube / Ainda há esperança pro Paraná Clube na Série A?

Ainda há esperança pro Paraná Clube na Série A?

Restando 14 jogos para o fim do Campeonato Brasileiro, o Paraná Clube precisa de dez vitórias para não voltar para a Série B, apenas um ano após conseguir subir à elite do futebol nacional. Porém, ainda que o cenário seja improvável, ainda há esperanças de que o time possa permanecer na Primeira Divisão. De acordo com site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Paraná Clube tem 99% de chances de ser rebaixado. Mas caso se apegue somente à frieza dos números – e esqueça as limitações do elenco e os problemas extra-campo – vale ressaltar que ainda há 1% de chance de acreditar que é possível escapar da degola. Para isso, o Tricolor precisa de um aproveitamento de 71,42% dos pontos que disputará. A missão é quase impossível, mas se buscar casos de times que conseguiram esse feito, o Tricolor pode se inspirar.
O melhor exemplo talvez seja o do ‘milagre‘ do Fluminense em 2009. Faltando apenas dez rodadas do fim do Brasileiro, o time carioca era o lanterna, com 22 pontos, a oito do 16º colocado. Em uma arrancada impressionante, o time conseguiu sete vitórias e três empates, e saltou de 22 para 46 pontos. O tricolor carioca deixou a zona de rebaixamento na penúltima rodada, com uma goleada por 4 a 0 sobre o Vitória, e garantiu a permanência na Série A ao empatar com o Coritiba no último jogo do ano, no Couto Pereira. Na fatídica partida, quem acabou caindo para a Série B foi o Coxa. Liderado por Cuca, que apostou em talentos da base e na estrela de Fred no ataque, o Fluminense reverteu um cenário improvável.
Hoje comandando o Santos, o próprio Cuca relembrou o feito. Após a vitória do time santista por 2×0, em cima do Paraná Clube, no último domingo (09), na Vila Capanema, o técnico destacou porque conseguiu a virada naquela ocasião. “Eu senti que precisava mexer a ‘água’ de alguma forma. Eu tinha bons profissionais, mas achei que eu poderia tira-los e colocar a ‘meninada’. Eu promovi garotos que estavam prontos, mas eu não sei se esse é o caso do Paraná hoje, se é possível fazer isso”, enfatizou Cuca, explicando que esse pode não ser o melhor caminho para o Tricolor paranaense.
O experiente treinador acha que falta ao Paraná um triunfo em cima de uma grande equipe da competição para que o time possa passar a acreditar em uma alavancada.

“O Paraná precisa buscar em um jogo grande a vitória para que sirva de motivação para arrancar. A gente vê que essa ‘piazada’ do Paraná deixa a alma em campo. O Claudinei é um bom treinador e não deixa o time lá atrás, ele propõe o jogo. Tem limitações, mas está jogando com muita garra”, finalizou o comandante do Santos.
Outro exemplo de superação que pode motivar o Paraná Clube é do Ceará. Na Série B de 2015, o técnico Lisca foi contratado pelo Vozão faltando oito jogos para o término da competição. O clube tinha apenas 2% de chances de se salvar e via o rebaixamento à Série C como certo. Com um aproveitamento superior a 70%, Lisca foi o principal condutor do ‘milagre‘ e, por esse motivo recebeu da torcida um cântico até hoje lembrado nas redes sociais e que gerou o apelido de Lisca ‘doido‘.

Se os casos de sucesso existem para comprovar que é possível acreditar no improvável, restará ao Paraná buscar forças para também tentar entrar para a história do futebol brasileiro.

Sobre admin

Check Also

Faltou entrosamento pro Paraná Clube na estreia no Paranaense

Uma derrota decretada com um gol aos 41 minutos do segundo tempo fez com que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *