Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Atlético é prejudicado por ser contra a CBF, diz Tiago Nunes

Atlético é prejudicado por ser contra a CBF, diz Tiago Nunes

A estratégia do Atlético vinha dando certo. O time reserva jogava bem e chegou a abrir o placar. Mas aí veio a virada do Internacional, neste domingo (4), no Beira-Rio, em Porto Alegre, e um responsável pela derrota foi encontrado. O árbitro catarinense Rodrigo D’Alonso Ferreira, que impediu a entrada de Léo Pereira momentos antes do gol de empate colorado e, principalmente, marcou uma penalidade inexistente de Márcio Azevedo em Rossi aos 46 minutos do segundo tempo. Os rubro-negros não pouparam críticas ao final da partida. E o técnico Tiago Nunes disse que o Furacão é “o time mais prejudicado do Brasil”.A situação de Léo Pereira foi a primeira contestação do Atlético. Tiago Nunes chamou o zagueiro titular para entrar no lugar de Camacho no momento em que o time gaúcho passou a pressionar, inclusive com Rodrigo Moledo na frente como referência. Foi por isso que o treinador programou a alteração. Mas o quarto árbitro Thiaggo Americano Lebes não avisou a arbitragem central, o que levou o técnico ao desespero, a uma forte discussão após o gol de Moledo e a consequente exclusão do jogo.Mas a irritação principal foi com o pênalti. O lance de Rossi foi apontado como infração pelo árbitro adicional Eduardo Cordeiro Guimarães, que indicou um empurrão de Márcio Azevedo. Como ele estava encoberto no lance, os jogadores do Atlético foram para cima dele e do árbitro principal, que atendeu ao apelo e marcou a falta. “Em momento algum foi pênalti. Se o árbitro não faz isso, o Inter estava fora da briga pelo título com o Palmeiras. A arbitragem interferiu”, atirou o goleiro Felipe Alves.Os ataques mais diretos foram mesmo do treinador rubro-negro. Para Tiago Nunes, o que aconteceu é fruto da posição política do clube. “Eu não tenho dúvida nenhuma em dizer que o Atlético é o time mais prejudicado do Brasil. E isso acontece por conta das posições do clube, pelo seu papel em contestar a atual gestão do futebol brasileiro. E por isso acontecem essas coisas”, atacou o treinador. “Os árbitros não são tão importantes quanto parecem ser. Eles precisam voltar a ser coadjuvantes”, continuou.O treinador também afirmou que a pressão do Internacional sobre a CBF nas últimas semanas não influenciou no lance. “O Inter também foi prejudicado, eu não incluo o Inter nessa crítica. É a questão da arbitragem, da forma como é comandada. Lembramos os escândalos, que inclusive tiraram um título do Internacional”, comentou Tiago Nunes, que valorizou a atuação do Atlético. “Nós tivemos uma partida excelente”, resumiu.

Sobre admin

Check Also

Atlético festeja arrancada “na hora certa”

A intensidade tem sido um fator importante para o Atlético na Arena da Baixada. Neste sábado (10), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *