Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Atlético perde de virada pro Inter e segue sem vencer fora

Atlético perde de virada pro Inter e segue sem vencer fora

Parecia que seria neste domingo (4). Mas não foi. O Atlético perdeu de virada para o Internacional por 2×1 no Beira-Rio, em Porto Alegre, e continua sem vitórias fora de casa no Campeonato Brasileiro. O resultado também impediu o Furacão de entrar no G6, o que aconteceria com uma vitória. Em nono lugar no Brasileirão, a equipe agora se dedica à Copa Sul-Americana – o primeiro jogo da semifinal com o Fluminense é nesta quarta-feira (7), na Arena da Baixada.Mesmo com três marcadores no meio-campo (Bruno Guimarães, Matheus Rossetto e Camacho), a promessa do Atlético era atacar o Inter. Mas a chance de assumir a vice-liderança do Brasileirão empurrava os donos da casa para o setor ofensivo. E até pela organização defensiva, o Furacão não era pressionado, apesar da intensidade em que foram disputados os primeiros minutos do confronto.

O jogo estava sob controle. Adiantando Rossetto, o Rubro-Negro marcava em duas linhas de quatro, bloqueando a movimentação de Patrick e isolando D’Alessandro do lado do campo. A ausência de um articulador atrapalhava no plano de ter a posse de bola, mas não era tão prejudicial à estratégia de contra-ataques com Rony e Bergson. Depois dos 20 minutos, o Colorado passou a buscar a imposição física, abusando dos cruzamentos. Mas o primeiro arremate a gol foi de Rony, aos 22 minutos, parando na defesa de Marcelo Lomba.

Logo depois, o lance mais bonito da partida. Juan Alano lançou e D’Ale mandou de primeira, assustando Felipe Alves. Mas era uma jogada de exceção, e não a regra da partida. Aos poucos, o Atlético atingia o objetivo de ficar mais com a bola, mas também sem criar muitas oportunidades. Aos 34, Bergson cobrou falta com muito perigo. E foi o último lance digno de nota no primeiro tempo.

Na volta do intervalo, Felipe Alves fez sua primeira defesa na partida, no chute colocado de Nico López. O Inter queria pressionar, tanto que D’Alessandro praticamente virou um terceiro atacante. A estratégia seguia sendo botar força no jogo – bolas longas em direção a Leandro Damião, que fazia o pivô. Só que o Atlético respondia. Aos 7 minutos, Márcio Azevedo cobrou falta, e o desvio de Victor Cuesta quase virou gol contra, não fosse a defesa de Marcelo Lomba e a trave.

A intensidade do jogo não diminuía. Aos 13, Damião tentou e o goleiro rubro-negro espalmou. Foi o primeiro lance em que a defesa do Furacão estava desarrumada. E na hora em que a blitz gaúcha estava se formando, saiu o gol. Aos 19, Camacho arrancou sem marcação no meio-campo, e quando o espaço para o chute se abriu, ele mandou forte – a bola desviou na marcação, venceu o goleiro e calou o Beira-Rio.A partir daí, o Internacional saiu com tudo. E o Atlético tinha a chance do contra-ataque, e quase fez o segundo com Raphael Veiga, que tinha acabado de entrar na vaga de Rossetto. Logo também entrou Marcelo no lugar de Marcinho. Alterações que fortaleceram o Rubro-Negro, que via os donos da casa rondando a área, mas chegando pouco. Só que chegou pra valer aos 36 minutos, e o empate veio com Rodrigo Moledo aparecendo livre na área. E quando tudo parecia resolvido, aos 46 minutos o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira marcou pênalti de Márcio Azevedo em Rossi. Lance discutível. D’Alessandro cobrou e definiu a partida. E de novo o Furacão não conseguia sua primeira vitória fora de casa.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
2º Turno – 32ª Rodada

INTERNACIONAL 2×1 ATLÉTICO

Internacional
Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Gabriel Dias (Rossi), Juan Alano (William Pottker), Patrick e D’Alessandro; Nico López e Leandro Damião (Wellington Silva).
Técnico: Odair Hellmann

Atlético
Felipe Alves; Diego, Wanderson, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Bruno Guimarães, Camacho (Léo Pereira), Matheus Rossetto (Raphael Veiga), Marcinho (Marcelo) e Rony; Bergson.
Técnico: Tiago Nunes

Local: Beira-Rio (Porto Alegre-RS)
Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Alex dos Santos (SC)
Gols: Camacho 19, Rodrigo Moledo 36 e D’Alessandro 48 do 2º
Cartões amarelos: Victor Cuesta, Iago (INT); Felipe Alves, Márcio Azevedo (CAP)
Renda: R$ 625.080,00
Público total: 32.007

Sobre admin

Check Also

Atlético festeja arrancada “na hora certa”

A intensidade tem sido um fator importante para o Atlético na Arena da Baixada. Neste sábado (10), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *