Pagina Inicial / Paraná Clube / Paraná Clube pode cair se o Sport vencer no fechamento da rodada do Brasileiro

Paraná Clube pode cair se o Sport vencer no fechamento da rodada do Brasileiro

Quando a sorte não joga a favor, não tem jeito. O Paraná Clube saiu na frente ontem à tarde, contra o Vitória, na Vila Capanema, e tinha tudo pra quebrar o jejum de mais de três meses sem vencer no Campeonato Brasileiro. Mas aos 38 minutos da etapa final, veio mais um castigo. O Vitória, que também luta desesperadamente contra a degola, conseguiu marcar com Léo Ceará e, por pouco, a equipe baiana não virou o jogo. Com o empate, ao menos o Tricolor adiou um pouco mais o descenso. No entanto, se o Sport vencer o Ceará hoje à noite, o Paraná estará matematicamente rebaixado.Antes do jogo, o técnico Dado Cavalcanti deixou claro que a intenção do Tricolor era colocar a coleção de recordes negativos de lado pra tentar buscar fazer as pazes com a vitória – a última foi no dia 22 de julho, contra o América-MG, adversário do próximo sábado, no estádio Intependência, em Belo Horizonte. “Estamos extraindo o máximo de cada um. Por isso, o resultado pode vir”, afirmou o treinador pouco antes de a bola rolar.De fato, a despeito da situação complicadíssima na competição e lutando pra combater o baixo astral pela queda praticamente certa depois de apenas um ano de volta à Série A, o Paraná entrou animado no jogo. Logo no primeiro minuto, Alex Santana, o melhor em campo disparado, carimbou o travessão do goleiro Ronaldo depois de aproveitar a sobra da jogada entre Juninho e Jhonny Lucas. A chance animou o time, que esboçava uma reação, mesmo que tardia, no certame. Já no final da etapa inicial, foi Aderllan quem tirou o chute objetivo de Alex, colocando a bola pra escanteio.O Vitória voltou mais animado pro segundo tempo e Erick chegou a acertar a rede pelo lado de fora. Os baianos ficaram ainda mais audaciosos com a entrada do atacante Neílton no lugar do volante Rodrigo Andrade, o que abriu espaço pro Tricolor. E foi assim, aproveitando o jogo franco, que o Paraná abriu o placar com ele, Alex Santana. Andrey tabelou com Grampola e deixou Santana livre pra abrir o placar. Aí, na vantagem, o Tricolor passou a jogar mais defensivamente.

Porém, aos 38 da etapa final, veio o castigo. Após escanteio, Léo Ceará subiu sozinho pra cabecear no canto esquerdo de Richard e decretar o empate. Com mais um balde de água fria na difícil jornada tricolor em 2018, faltou forças pra reagir e, o máximo que o time conseguiu foi segurar o resultado igual. Com o empate e a vitória do Bahia contra a Chapecoense, por 1×0, em Salvador, a queda matemática foi adiada pelo menos até a noite de hoje.

Para o próximo compromisso, contra o América-MG, em Belo Horizonte, o Tricolor não poderá contar com Igor, que levou o terceiro amarelo na partida de ontem. Ao menos, o técnico Dado Cavalcanti terá uma semana pra tentar, mais uma vez, juntar os cacos pra terminar o Brasileirão com o mínimo de dignidade, mesmo que, na pior das hipóteses, a queda matemática do Paraná Clube já possa ter sido decretada.

Sobre admin

Check Also

Paraná vence o América-MG e decreta fim do jejum de vitórias

Com o rebaixamento para a Série B já decretado, o Paraná Clube, enfim, comemorou. O Tricolor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *