Pagina Inicial / Coritiba / Coritiba é derrotado pela Ponte Preta

Coritiba é derrotado pela Ponte Preta

Em mais uma partida melancólica, o Coritiba perdeu nesta terça-feira (13) para a Ponte Preta por 2×0, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Se para os donos da casa o resultado valeu como um passo gigantesco para o acesso nesta Série B do Campeonato Brasileiro, para o Coxa não teve impacto algum neste complicado 2018. Foi apenas mais uma derrota em um ano de frustrações.Argel Fucks prometeu antes do jogo: o Coritiba iria buscar a vitória. “Nenhum treinador, nenhum atleta entra em campo sem ter o objetivo de vencer. Vamos ter um grande jogo, um clássico brasileiro, e temos que conseguir o resultado”, avisou, em entrevista ao SporTV. Mas do outro lado estava um rival que tinha objetivo, que era entrar no G4 da Segundona.E como se imaginava, a Ponte tentou desde o início dominar a partida. O gol saiu cedo, mas num contra-ataque. Aos 4 minutos, Ruan arrancou pela direita em alta velocidade e cruzou. Leandro Silva tentou cortar e mandou para as redes. Para a festa do bom público no Moisés Lucarelli, os donos da casa estavam na frente. Era o necessário para que o ritmo do jogo diminuísse, mas já com o Coxa tentando jogar mais no campo ofensivo.

Matheus Bueno lutou muito, mas foi muito marcado. Foto: Danny Cesare/Estadão Conteúdo

Matheus Bueno lutou muito, mas foi muito marcado. Foto: Danny Cesare/Estadão Conteúdo

Mas a bola não chegava em Alecsandro e Guilherme Parede. Com o meio-campo bastante marcado, principalmente Chiquinho e Matheus Bueno, o Coritiba até se postava agressivamente, só que tinha dificuldade em criar. Toda recuada, a Macaca ficava só esperando algum erro alviverde. E aí ficava aquela partida desanimada, o tempo passando e nada acontecendo.

Até que o Coxa bobeou na marcação. Aos 38 minutos Simião perdeu a bola e Matheus Vargas lançou Júnior Santos entre os zagueiros. O atacante ganhou na velocidade de Leandro Silva e chutou forte, sem chance para Rafael Martins. Era a definição do jogo ainda no primeiro tempo. Não se podia negar que os jogadores tentavam. Corriam muito, se dedicavam como podiam, mas faltava qualidade para alguns.

Isso fazia com que o domínio do Coritiba no segundo tempo não surtisse muito efeito. Mesmo assim, a Ponte se enervou, e João Vítor foi expulso aos 13 minutos após uma entrada criminosa em Matheus Bueno. Foi quando Argel decidiu colocar o time de vez no ataque, com a entrada de Guilherme no lugar de Simião. Sem pretensões no campeonato, era a coisa a ser feita pelos visitantes.

Só que ter mais atacantes em campo não significa chegar mais perto do gol. A dupla Parede e Alecsandro não foi acionada em toda a partida, não recebeu uma bola em condições para finalizar. E mesmo com um jogador a mais, o Coxa não era perigoso. E mesmo assim entrou mais um centroavante, Jonatas Belusso, que há muito não aparecia.Com a falta de poder ofensivo alviverde – problema que não foi só do jogo contra a Ponte, mas de toda a temporada -, a partida se arrastou até seu final. Sem forças para reagir, mesmo com cinco atacantes (Nathan foi o último a entrar), o Coritiba terminou com mais uma derrota. E agora espera dez dias até fechar a temporada diante de um Fortaleza garantido na Série A e campeão. Justamente o que se esperava do Coxa nesta Série B.

Ficha técnica

SÉRIE B
2º Turno – 37ª Rodada

Ponte Preta 1×0 Coritiba

Ponte Preta
Ivan; Ruan, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; João Vítor, Lucas Mineiro e Matheus Vargas (Roberto); Victor Rangel (Nathan), Júnior Santos e André Luis (Hyuri). Técnico: Gilson Kleina

Coritiba
Rafael Martins; Leandro Silva, Rafael Lima, Alan Costa e William Matheus; Simião (Guilherme), Vitor Carvalho, Matheus Bueno (Jonatas Belusso) e Chiquinho (Nathan); Alecsandro e Guilherme Parede.
Técnico: Argel Fucks

Local:  Moisés Lucarelli (Campinas-SP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Gols: Leandro Silva (contra) 4 e Júnior Santos 38 do 1º
Cartões amarelos: Nathan (PON); Guilherme, Rafael Lima (CFC)
Cartão vermelho: João Vítor
Renda: R$ 131.560,00
Público pagante: 10.814
Público total: 11.684

Sobre admin

Check Also

Apesar do ano ruim do Coritiba, Guilherme Parede teve o que comemorar em 2018

Praticamente nenhum torcedor do Coritiba irá querer lembrar o ano de 2018. Com um futebol …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *