Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Com saída de Rui Costa, Paulo André deve ganhar mais poder nos bastidores do Athletico

Com saída de Rui Costa, Paulo André deve ganhar mais poder nos bastidores do Athletico

A saída do diretor de futebol Rui Costa do Athletico deixou margem para o entendimento de que Paulo André pode assumir, muito em breve, a função. Costa chegou ao Rubro-Negro em agosto do ano passado e foi um dos responsáveis pela montagem do elenco de aspirantes deste ano e também outras contratações da equipe principal. Já o zagueiro atleticano, que está no time desde 2016 em sua segunda passagem pelo Furacão, exerce também uma função de dirigente e estava se dividindo entre as responsabilidades dentro e fora do gramado.+No final da temporada 2018, após o Athletico vencer a Copa Sul-Americana, havia a expectativa de que Paulo André passasse a se dedicar somente ao cargo extra-campo. No entanto, a renovação do jogador foi anunciada há alguns dias.

O desligamento de Rui Costa ontem, um dia após a derrota do Furacão para o rival Coritiba pelo Campeonato Paranaense, aconteceu em um momento delicado vivido pela equipe de aspirantes. No Estadual, o Furacão perdeu na estreia para o novato Cascavel CR, empatou em 0x0 com o FC Cascavel e só conseguiu vencer na terceira rodada, diante do frágil Rio Branco, que ainda não ganhou na competição.

Para piorar, a derrota no clássico escancarou a vulnerabilidade do elenco de aspirantes, assim como a do técnico Rafael Guanaes, que não está correspondendo às expectativas do torcedor. Costa foi o responsável pela contratação do treinador. Sem dar detalhes sobre o motivo da ruptura com Costa, o Athletico divulgou em seu site uma nota em tom amistoso.

“Rui Costa não é mais diretor de futebol do Athletico Paranaense. O profissional, que chegou ao Furacão no final de agosto de 2018, desligou-se do Clube nesta quinta-feira (31). O CAP agradece os serviços prestados e deseja sucesso na sequência da carreira”.

Quando chegou no CT do Caju, Costa assumiu o cargo deixado vago desde o final de 2017 por Paulo Autuori. No início de 2018, Fernando Diniz também passou a ser visto como um homem forte dos bastidores, além de ser treinador da equipe principal.

O ex-diretor era conhecido pelo bom relacionamento com a imprensa e se mostrava sempre disposto a conversar com os jornalistas, diferentemente do que prega a política do clube. Durante a apresentação do atacante argentino Marco Ruben, no início do mês, foi Costa quem fez o anúncio oficial da contratação no canal do clube no YouTube.

Não é de hoje que Paulo André vem sendo preparado para assumir uma função administrativa. Ao longo da temporada passada, o zagueiro já vinha participando ativamente de negociações e até mesmo quando não estava relacionado para as partidas, geralmente estava presente com a comissão técnica nos jogos. Conhecido por ser um jogador de opinião forte e politizado, o defensor chegou a ir contra uma decisão da diretoria do Athletico, em outubro do ano passado, às vésperas do primeiro turno das eleições presidenciais. O Furacão entrou em campo no jogo diante do América-MG com uma camisa amarela em apoio ao então candidato à presidência, Jair Bolsonaro. Paulo André foi o único que preferiu vestir uma jaqueta preta por cima do manto atleticano.

Como jogador, Paulo André soma 164 jogos com a camisa do Athletico em duas passagens pelo time e 11 gols marcados. Em 2019 ele deve seguir jogando até o meio do ano, mas ao que tudo indica, deve concluir sua transição e, após esse período, ser oficializado como diretor de futebol.

Sobre admin

Check Also

Athletico se dá bem quando disputa jogo de ida fora de casa

Desde que assumiu o comando do Athletico, em julho do ano passado, o técnico Tiago Nunes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *