Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Athletico vence Cianorte, mas não leva

Athletico vence Cianorte, mas não leva

O Athletico venceu o Cianorte por 1×0 neste domingo (10), na Arena da Baixada, pela última rodada da Taça Barcímio Sicupira Júnior. O gol de Bruno Leite, entretanto, não foi suficiente para a equipe avançar para as semifinais do Campeonato Paranaense.
Antes da bola rolar, o clube homenageou os atletas Victor Isaias, Gedson e Bernardo Pisetta, ex-jogadores das categorias de base, que foram vítimas do incêndio no CT Ninho do Urubu, do Flamengo, no último sábado (9). Outros sete meninos morreram na tragédia. O Rubro-Negro prestou um minuto de silêncio e colocou imagens das crianças no telão .Com a obrigação de vencer para ter chances de classificação, o Furacão entrou em campo com um novo esquema tático, utilizando três zagueiros, no 3-4-3. O zagueiro Lucas Halter, os meio-campistas Renzo e Demethryus, além do atacante Bill, foram as novidades na escalação do técnico Rafael Guanaes. Nicolas, lateral-esquerdo, acabou improvisado na zaga.

Apesar das mudanças, a equipe seguiu sem fluir em campo e fez um primeiro tempo bem abaixo da média. No início, Bergson ainda arriscou um chute de longe que passou perto e Bill reclamou de penalidade em jogada com Montoya. E foi só. O time teve as mesmas dificuldades de criação dos jogos passados e não teve uma chance clara. De bom, apenas que o sistema defensivo não comprometeu e conseguiu impedir as raras tentativas do Leão do Vale.

Na volta do intervalo, Bruno Leite e Gabriel Poveda, esse estreante, entraram no time atleticano. E deram certo. Poveda, em sua primeira oportunidade, aproveitou cruzamento rasteiro de Bill e tocou por cima da trave. E, na sequência, Leite recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou no canto de Silvio, que aceitou, abrindo o placar.

As mudanças, de fato, melhoraram o Athletico, que passou a utilizar a velocidade de seus jovens atacantes para dar trabalho ao zagueiros do time do interior. Demethryus, por duas vezes, levou perigo. Poveda também teve sua oportunidade, mas desperdiçou. Julian, no final, ainda fez sua estreia pelo profissional. Ele tem 19 anos. O goleiro Léo, na reta final, fez duas boas defesas que impediram o empate.

Com oito pontos, o Furacão continuou e terminou a Taça Barcímio Sicupira Júnior na quinta colocação do Grupo A. Além de vencer o Cianorte, o Rubro-Negro tinha que torcer por tropeço de Maringá e derrotas de Toledo, Londrina e Operário na rodada final. Nenhuma se concretizou. O Leão do Vale terminou na quarta posição do Grupo B, com sete pontos.

Se não valeu classificação, ao menos a equipe comandada por Rafael Guanaes conseguiu a primeira vitória em casa na temporada. O time de aspirantes do Furacão volta a campo no dia 9 de março, contra o Toledo, pela Taça Dirceu Krüger.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Barcímio Sicupira –  6ª Rodada

Athletico 1×0 Cianorte

Athletico
Léo; Robson Bambu, Lucas Halter e Nicolas; Reginaldo (Gabriel Poveda), Christian, Marquinho, Renzo; Demethryus, Bill (Julian) e Bergson (Bruno Leite). Técnico: Rafael Guanaes

Cianorte
Silvio; Breno, Montoya, Maurício e Formiga (Matheus Nêgo); Jovany, Carrilho, e Guioto; Fernandinho, Paulinho Oliveira (Filipe Ramon) e Madalena (Xavier). Técnico: Cristian de Souza

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Wesley Waldir Marmitt e Welvys Fladerson Gomes Afonso
Gol: Bruno Leite, 10 do 2º
Cartões amarelos: Lucas Halter, Robson Bambu (CAP); Montoya, Formiga, Madalena, Xavier (CIA)
Público pagante: não divulgado
Público total: 4.515
Renda: R$ 101.200,00

Sobre admin

Check Also

Athletico x Boca Juniors pela Libertadores é adiado pela Conmebol

O duelo entre Athletico e Boca Juniors, pela Libertadores, que aconteceria no dia 26 de março, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *