Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Athletico faz mais uma vítima: o Operário

Athletico faz mais uma vítima: o Operário

Avassalador. Em três jogos da Taça Dirceu Krüger, o Athletico mantém 100% de aproveitamento. Na noite desta quarta-feira (20), o Rubro-Negro venceu por 3×0 o Operário na Arena da Baixada e está muito perto de se garantir nas fases finais do segundo turno do Campeonato Paranaense. Em mais uma apresentação “de gala”, com um gol de Lucas Halter e dois de Marquinho, o Furacão foi pra cima e não deu folga ao adversário, marcando três golaços. Ainda que o Fantasma estivesse atrás no placar, o time dos Campos Gerais jogou com dignidade, sempre buscando o resultado mesmo com um jogador  a menos em campo.Líder do grupo A com nove pontos, o próximo compromisso do Athletico será diante do Foz, no sábado (23), também no Joaquim Américo. Nos dois jogos que restam nesta fase da competição, o Furacão precisa somar apenas um ponto para se credenciar à semifinal.

Com o objetivo de dar ritmo de jogo para alguns atletas que devem ser acionados também no time principal, o técnico Rafael Guanaes promoveu algumas mudanças em relação à equipe que entrou em campo na última rodada. Na zaga, Paulo André substituiu Eder e no meio campo, Rosseto e Léo Cittadini, que entraram no lugar de Erick e Cristian, tiveram a oportunidade de estrear no Estadual 2019.

E assim que o juiz apitou, não demorou para que o Furacão começasse a confirmar o favoritismo que vem conquistando a cada rodada do Estadual. Aos 3 minutos, Khellven, em cobrança de escanteio, levantou na área, e o zagueiro Lucas Halter de primeira, mandou no ângulo esquerdo de Simão, assinalando um golaço.

O Fantasma perdeu uma grande chance de empatar aos 23 minutos. Depois de tabela do meio de campo com Cleyton, que chegou a tocar de calcanhar, Lucas Batatinha ficou com a bola e cara a cara com Léo chutou em cima do goleiro. O time dos Campos Gerais não soube aproveitar e o Furacão ampliou na sequência.

Aos 25, Léo Cittadini mandou na trave, mas em seguida veio o segundo gol. Aos 26 minutos, em cobrança de falta, o capitão Marquinho mandou direto para o fundo das redes, ampliando o placar.

Ainda que estivesse atrás no placar, o Operário não se acovardou e jogava buscando o ataque. A partida era digna de dois fortes concorrentes ao título da competição.

Porém, a situação ficou delicada para a equipe dos Campos Gerais. Aos 36 minutos, o lateral-direito Léo levou o segundo cartão amarelo após falta em cima de Vitinho, e foi expulso. Com isso, o campo ficou “grande demais” para o Fantasma que por mais que não jogasse recuado, também não conseguia conter o ímpeto do Athletico.

Aos 16 da segunda etapa, o Rubro-Negro deixou a vitória bem encaminhada. Em jogada bem construída, Vitinho, na esquerda, cruzou a bola na área. Marquinho chegou na bola e, de primeira, fez um golaço.

Depois de levar o terceiro e com um homem a menos, a preocupação do time de Ponta Grossa, até o apito final, foi garantir um fim de jogo digno. O Furacão finalizou a partida decretando sua terceira convincente vitória seguida e apagando definitivamente a má impressão que deixou no primeiro turno.

Ficha técnica

CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Dirceu Krüger – 3ª Rodada

Athletico 3×0 Operário

Athletico
Léo; Lucas Halter, Paulo André (Eder) e Zé Ivaldo; Khellven, Matheus Rossetto, Léo Cittadini (Erick) e Vitinho; Marquinho (Matheus Anjos), Jáderson e Bergson.
Técnico: Rafael Guanaes

Operário
Simão; Léo, Alisson, Sosa e Peixoto; Chicão, Índio, Cleyton e Robinho (Serginho Paulista); Lucas Batatinha (Bruno Batata) e Rafinha (Jean Carlo).
Técnico: Gerson Gusmão

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e André Luiz Severo
Gols: Lucas Halter, aos 3’, Marquinho, aos 26 do 1ºT e aos 16 do 2ºT (CAP)
Cartões amarelos: Léo Cittadini, Bergson, Vitinho, Khellven, Jáderson (CAP);
Cartão vermelho: Léo (OPE) – duplo amarelo
Público: 6.263
Renda: R$137.560,00

Sobre admin

Check Also

14 anos depois, Athletico volta a fazer uma decisão no Beira-Rio, agora em melhor situação

Depois de 14 anos, o Athletico volta a fazer um duelo decisivo no Beira-Rio. Na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *