Pagina Inicial / Geral / Coritiba x Paraná: Todos os detalhes do clássico!

Coritiba x Paraná: Todos os detalhes do clássico!

Coritiba e Paraná Clube se enfrentam neste domingo (31), pela última rodada da Taça Dirceu Krüger, em um local inusitado e inédito: o estádio do Pinhão, em São José dos Pinhais. O antigo Xingu recebe um grande clássico pela primeira vez e o Paratiba, mesmo que seja na fase de grupos, tem sabor de decisão.

Líder do grupo B, com sete pontos, o Coxa depende apenas de uma vitória para avançar à semifinal da segunda fase do Campeonato Paranaense. O Tricolor é o terceiro colocado, com seis pontos, e também precisa vencer para chegar à fase mata-mata. Se o resultado der empate, eles correm o risco de serem eliminados juntos. Rio Branco, com sete pontos, e Cascavel CR, com seis pontos, podem ultrapassá-los se ganharem de Cianorte e FC Cascavel, respectivamente.+

O confronto também define o futuro dos clubes a partir da próxima semana. Quem ficar pelo caminho no Estadual terá quase um mês de preparação para a estreia da Série B. Se pode ser bom pelo ponto de vista de tempo de treinamento, esportivamente mostra que há um longo caminho a ser feito. As duas equipes jogam pela rodada inicial do Campeonato Brasileiro no dia 27 de abril.

Para a partida, o técnico Umberto Louzer terá a volta do meia Giovanni, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo no empate por 1×1 com o Rio Branco, no domingo passado. O camisa 10 do Coxa vive boa fase recente, com dois gols e duas assistências nas últimas duas partidas. Ele, inclusive, foi alvo de polêmica na semana ao criticar o gramado do estádio em SJP por ser de grama sintética.

futebol

O comandante coxa-branca, entretanto, ainda não definiu quem sai para a entrada do meio-campista. A hipótese mais provável é de que Patrick Brey, que atuou improvisado e adiantado pelo lado esquerdo no jogo passado, volte para a lateral-esquerda. Assim, o lateral Fabiano sairia da equipe.

As outras opções de saída, caso os dois laterais continuem no time, são Juan Alano, que jogou centralizado diante do Leão da Estradinha, mas vem atuando pelos lados no Verdão ou Welinton Júnior, que tem características de ponta. “A gente tem que surpreender no domingo. A gente sabe da importância do jogo, é clássico, então é jogo diferente. Não tem outra coisa na cabeça da gente a não ser a vitória. A gente precisa chegar à semifinal, ir para a final e ser campeão”, afirmou o centroavante Rodrigão, artilheiro do time, com seis gols na temporada.

No Paraná, a semana que antecedeu ao jogo foi conturbada. Torcedores protestaram na reunião do Conselho Deliberativo e exigiram a renúncia de toda a mesa diretora, principalmente de Luiz Carlos Casagrande, o Casinha. O presidente Leonardo Oliveira também convive com pressão, abandonou o encontro e pode pedir a renúncia do cargo. Fora isso, o executivo de futebol, André Mazzuco, confessou que existem salário atrasado de fevereiro e disse que o débito está sendo pago.

Paralelo a isso, o técnico Dado Cavalcanti está comemorando os retornos do volante Fernando Neto e do atacante Rangel, que estavam lesionados. O lateral Guilherme Santos, que ficou de fora do último confronto por ter sido expulso, tem vaga garantida no lugar de Juninho.
Neto deve começar jogando também, mas o comandante paranista não definiu se sai o meia Higor Leite ou o meia-atacante Jhemerson. Ele comentou que visualiza o volante atuando ao lado de Itaqui, que tinha substituído o atleta que retorna agora. Rangel, ainda sem estar 100% fisicamente, ficará no banco de reservas. O treinador também vive um dilema de manter o sistema 4-4-2, imposto por perdas de opções no elenco, ou retomar o esquema 4-2-3-1, utilizado anteriormente.

“Eu tenho evitado um pouco e procurado trazer o menos possível desses problemas para campo. Sobre a grama, talvez a bola fique mais viva e haja mais disputa em campo. Vamos tentar entender o campo e nos adaptar. Essas voltas dos jogadores são muito boas e clareiam minhas ideias, mas vivo um dilema sobre a formação”, comentou.

Polêmica

Como não poderia ser diferente, a semana de clássico teve polêmica. Além de críticas ao campo sintético do Pinhão, citados pelos dois times, o extracampo só teve uma definição de presença de torcida nas arquibancadas na sexta-feira (29). O Coxa e o Paraná eram contrários à torcida única, mas a sugestão da Polícia Militar (PM-PR) prevaleceu e somente os torcedores alviverdes terão acesso ao Paratiba inédito na região metropolitana de Curitiba.

Ficha Técnica
CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Dirceu Krüger – 5ª Rodada

CORITIBA X PARANÁ

Coritiba
Alex Muralha; Sávio, Alan Costa, Sabino e Patrick Brey (Fabiano); João Vitor, Matheus Bueno e Giovanni; Juan Alano, Welinton Junior e Rodrigão.
Técnico: Umberto Louzer

Paraná
Thiago Rodrigues; Éder Sciola; Eduardo Bauermann, Leandro Almeida e Guilherme Santos; Jeferson Lima, Itaqui, Higor Leite e Alesson; Jhemerson (Jhemerson) e Jenison.
Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Estádio do Pinhão
Horário: 16h
Árbitro: Felipe Gomes da Silva
Assistentes: Luciano Roggenbaum e André Luiz Severo

Sobre admin

Check Also

É decisão! Toledo quase pronto pra encarar o Athletico na Arena

Podendo jogar pelo empate para ser campeão paranaense de 2019, o Toledo está quase pronto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *