Pagina Inicial / Paraná Clube / Andrey pode trocar o Paraná Clube pelo Internacional

Andrey pode trocar o Paraná Clube pelo Internacional

Sem estar sendo utilizado no Paraná Clube, o atacante Andrey deve sair do Tricolor nas próximas semanas. Com uma proposta oficial do Internacional e conversas avançadas com o Flamengo, o jogador de 18 anos, que foi fundamental para o time na reta final do campeonato Brasileiro em 2018, deve ser emprestado muito em breve a outro clube.

Segundo apurou o jornal Tribuna do Paraná, a diretoria do Tricolor já recebeu de forma oficial uma proposta do Internacional para que o jogador vá para Porto Alegre e também existem conversas avançadas com o Flamengo, que também deve enviar uma notificação ao Paraná Clube.

Andrey se profissionalizou no Tricolor e antes de chegar à Vila Capanema tinha jogado apenas no futebol amador. O atacante despontou no time no final de 2018, quando o Paraná sofria na Série A do Campeonato Brasileiro e o técnico Claudinei Oliveira optou por começar a testar as “joias da base”.

Com Dado Cavalcanti, o jogador continuou tendo espaço, já que o comandante queria preparar os novatos pensando na temporada 2019. Porém, depois de um episódio em que o atleta sofreu represálias de torcedores por uma foto com camisa do Athletico quando tinha 11 anos, o jogador acabou se afastando cada vez mais do grupo titular.

Após a divulgação da imagem, o atleta passou a sofrer ameaças, inclusive de morte, que envolviam ele e sua família. Por isso, o atleta ficou de fora da partida entre o Tricolor e o Cascavel CR e passou a sequer ser relacionado para as partidas, mesmo treinando normalmente com o grupo.

No ano passado, ele fez nove jogos e marcou um gol. Já nesta temporada, foram dez partidas realizadas e duas bolas na rede – contra Londrina e Foz do Iguaçu.

Andrey foi integrado à base do Paraná por se destacar no futebol amador de Curitiba. Natural de Almirante Tamandaré, na região metropolitana da capital, o atacante atuou pelo Trieste durante a sua adolescência. Mas, foi com a camisa do Internacional, de Balsa Nova, também da RMC, que ele teve o momento decisivo de sua carreira no futebol.

No ano passado, o jogador, em entrevista à Trio de Ferro relembrou como foi descoberto.
“Fui jogar em Campo Largo e lá tinha um bandeirinha que era olheiro do Paraná Clube. Me destaquei naquela partida e ali começou tudo”, contou.

O atacante vinha se destacando na equipe Sub-19 do Tricolor na disputa da Copa Sul quando foi “promovido”.

Sobre admin

Check Also

Namoro antigo do Paraná, atacante chega para ser a sombra de Jenison

No ano passado, quando o Paraná buscava desesperadamente por um homem-gol para resolver o seu problema no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *