Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Classificação e goleada fora empurram o Athletico pra decisão com o Boca

Classificação e goleada fora empurram o Athletico pra decisão com o Boca

Embalado por dois resultados marcantes na temporada, o Athletico encara agora o maior desafio do ano até aqui. Na quarta-feira (24), o Furacão terá pela frente os primeiros 90 minutos das oitavas de final da Libertadores contra o Boca Juniors, da Argentina. A partida acontecerá na Arena da Baixada, a partir das 21h30 e será fundamental que o Rubro-Negro consiga um bom resultado para ir para a decisão em Buenos Aires com vantagem.

Chegar à fase de mata-mata na maior competição do continente e bater de frente com o gigante seis vezes campeão da disputa parece uma batalha complicada, mas o Athletico tem motivos para confiar que poderá duelar em pé de igualdade. Seja porque já venceu neste ano os hermanos em casa, por um expressivo 3×0, ou porque vem de um retrospecto que dá confiança ao time.

Mesmo que tenha levado uma virada por 2×1 na Bombonera, ainda na fase de grupos, o Furacão deixou claro que tem totais condições de deixar o time Xeneize para trás desta vez. Com isso, todas as atenções, neste momento, estão voltadas para esse confronto que vale vaga nas quartas de final. E o Rubro-Negro vai em ritmo acelerado.

Primeiro, eliminou o Flamengo da Copa do Brasil na última quarta-feira (17) , diante de quase 60 mil pessoas no Maracanã, e avançou à semifinal da competição. O time carioca era visto como favorito por estar disputando a vaga em casa, mas o Athletico conseguiu jogar de igual pra igual, correu atrás do 1×1 no tempo regulamentar e nos pênaltis alcançou a classificação.

Na sequência, com uma equipe toda alternativa, foi a Maceió para encarar o CSA pelo Campeonato Brasileiro, no sábado (20). Ainda que a equipe alagoana esteja na zona de rebaixamento, o desafio foi jogar com um time reserva que não está habituado a atuar junto e, além disso, buscar um triunfo fora de casa, o que não tinha acontecido até então na temporada.

Neste ano tinham sido 12 jogos como visitante e nenhuma vitória: quatro derrotas e um empate no Brasileiro, três placares igualados pela Copa do Brasil, derrota no único jogo da Recopa e três fracassos pela Libertadores. Com a tarefa cumprida com louvor, o Athletico voltou para Curitiba trazendo finalmente na bagagem três importantes pontos, após um passeio de 4×0 no Rei Pelé.

No primeiro encontro entre os times no ano, o Furacão passou por cima na Arena. Agora, vai ainda mais confiante pro confronto da Libertadores. Foto: Albari Rosa

No primeiro encontro entre os times no ano, o Furacão passou por cima na Arena. Agora, vai ainda mais confiante pro confronto da Libertadores. Foto: Albari Rosa

A apresentação convincente da equipe alternativa trouxe ao técnico Tiago Nunes uma certa ‘dor de cabeça’, já que alguns atletas se destacaram, mostrando que podem ter uma chance para estarem entre os titulares, como o lateral-esquerdo Abner e o atacante Braian Romero, por exemplo.

“É um problema a mais para o treinador, já que tiveram mais jogadores que deram mais resposta em um momento importante, como nosso desafio contra o Boca na quarta-feira. Vou desde já quebrar a cabeça, focar nos treinos e nos fortalecer novamente”, falou o treinador, ao final do jogo em Maceió.

Nunes deixou claro que o confronto contra os argentinos está sendo encarado com total prioridade pelo Athletico. Caso repita o desempenho que teve no primeiro encontro e abra vantagem, o Furacão ganhará um fôlego para brigar pela vaga nas quartas de final nos 90 minutos finais, que acontecerão no estádio La Bombonera e devem ser de pressão total.

“Será, sim, o mais importante da história porque a história é feita agora. Então todo próximo jogo para mim é o mais importante. Encaro desta maneira e tento transmitir isso aos atletas porque representamos uma equipe que tem uma tradição muito forte”, finalizou o comandante atleticano.

Sobre admin

Check Also

Athletico se dá bem quando disputa jogo de ida fora de casa

Desde que assumiu o comando do Athletico, em julho do ano passado, o técnico Tiago Nunes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *