Pagina Inicial / Coritiba / Coritiba conhece as armas para o acesso

Coritiba conhece as armas para o acesso

Se na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro houvesse uma receita para conseguir o acesso, talvez os principais ingredientes fossem vencer as partidas dentro de casa e somar pontos como visitante. É o que o Coritiba vem fazendo nas últimas rodadas. O Verdão voltou a fazer do Couto Pereira sua principal arma para conseguir resultados positivos e pode, nos dois jogos seguidos que tem diante do seu torcedor contra o Figueirense, sábado (10), e Brasil de Pelotas, na terça-feira (13), se consolidar no G4 da segunda divisão.

Nas últimas três partidas que fez no Couto Pereira, o Coritiba conseguiu três vitórias e colecionou boas apresentações. A melhor delas foi a última, diante do Botafogo-SP, quando venceu por 3×2, e teve uma atuação como há algum tempo não se via. O bom clima voltou ao Alto da Glória, na verdade. Juntos, torcida e time provaram que podem ser muito fortes na sequência da Série B.

Neste período de invencibilidade de cinco partidas, o Coritiba coleciona também dois empates fora de casa. Resultados importantes colhidos contra Operário e Sport e que só valeram mesmo por conta das vitórias conquistadas no Couto Pereira. Por isso, o time sabe que entra com a obrigação de somar os três pontos nos jogos dentro de casa.

“Vencer em casa é um método importante sim. É nossa obrigação e a gente assume e aceita isso. Em 2015, quando conquistei o acesso (pelo Vitória) foi assim, fazendo valer o fator casa. Está mais do que provado o quanto nós somos fortes em casa. Provamos isso. Tivemos só um deslize ao longo do primeiro turno e que vamos lutar para não se repetir. O foco é total no Figueirense para que a gente possa se consolidar no G4”, cravou o lateral-direito Diogo Mateus.

Foto: Gerson Klaina.

Diogo Matheus ressalta a obrigação do Coritiba dentro do Alto da Glória. Foto: Gerson Klaina.

O Coritiba, nas últimas partidas dentro do Couto Pereira, parece que reaprendeu a usar a torcida como seu diferencial nos jogos. Algo que foi trabalhado bastante pelo técnico Umberto Louzer durante a parada para a Copa América, segundo o meia-atacante Juan Alano. Para ele, o time atingiu um padrão de jogo satisfatório para a disputa da segunda divisão.

“A gente internamente se cobra bastante. A gente busca trabalhar mais, corrigir mais e evoluir no dia a dia. Foi o que fizemos. Na parada, o Umberto buscou corrigir onde estávamos errando. Acho que vem dando certo, temos um padrão de jogo e nosso grupo é muito bom. É um grupo unido e isso ajuda na sequência”, reforçou o camisa 47.

O Coritiba tem o segundo melhor desempenho como mandante da Série B. Em sete partidas, conseguiu cinco vitórias, um empate e foi derrotado uma vez, totalizando rendimento de 76%. Está atrás apenas do Bragantino, líder da Segundona, que já somou 80% dos pontos jogando dentro dos seus domínios na competição nacional. Mas o time, fora de casa, só venceu uma partida e sabe que precisa melhorar para seguir na luta pelo acesso.

“Temos sempre que melhorar. O time que quer subir, ser campeão, precisa buscar vitórias fora de casa também. Estamos trabalhando para isso. Vamos buscar jogo a jogo. Cada partida é uma final e sempre falo que o próximo jogo é sempre o mais importante. É assim que vamos buscar os objetivos”, concluiu Juan Alano.

Sobre admin

Check Also

Coritiba “soube sofrer” na vitória sobre o Botafogo-SP, dizem jogadores

A vitória do Coritiba por 1×0 em cima do Botafogo-SP foi construída com sabedoria, maturidade e superação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *