Pagina Inicial / Coritiba / Coritiba permanece no G4, mas sequência ruim escancara carências do elenco

Coritiba permanece no G4, mas sequência ruim escancara carências do elenco

O Coritiba não vive, de fato, um bom momento. A derrota sofrida de virada para o Londrina por 2×1, sábado, no Estádio do Café, aumentou a crise na Série B do Campeonato Brasileiro e escancarou de vez fragilidades do elenco. O revés para o Tubarão foi dolorido. O Coxa estava com o jogo na mão, vencia por 1×0, estava com um jogador a mais, mas com duas falhas individuais, do volante Vitor Carvalho e do zagueiro Thalisson Kelven, acabou tomando a virada nos minutos finais, ampliou seu jejum de vitórias para cinco partidas, mas por sorte ainda permanece no G4.

Tudo bem que jogou bastante desfalcado. O reflexo da derrota, então, é a falta de peças de reposição a altura. Algo que não pode acontecer para um time que quer subir para a primeira divisão. O Alviverde foi o único time que, recentemente, não contratou ninguém. Enquanto tem diversas carências no elenco, o executivo de futebol, Rodrigo Pastana, está esperando boas oportunidades de mercado.
“Grandes oportunidades são bem-vindas para elevar a qualidade do elenco. Não foi isso que aconteceu nas indicações que tivemos e por isso não foram feitas as contratações. Tivemos mudanças nesse jogo, infelizmente ocorreram erros, mas temos que dar forças aos atletas formados na casa, pois já fizeram bons jogos também. Temos que ter cuidado para não exorcizá-los”, declarou o dirigente.

O Coritiba até não fazia um jogo ruim diante do Londrina. Tomou alguns sustos no começo, mas logo abriu o placar com o oportunismo do jovem atacante Igor Jesus, aos 13 do primeiro tempo. Conseguiu, em certos momentos, ter o controle do jogo, mas sem chegadas de perigo e que fizessem a equipe ter chances de ampliar a vantagem.

O Tubarão, em crise, também não teve uma boa atuação. Teve a situação ainda mais complicada quando o zagueiro Lucas Silva foi expulso aos 12 do segundo tempo. Só que, com um homem a mais, o Coxa não conseguiu tirar proveito dessa vantagem. Caiu muito de produção depois da saída de Rafinha, melhor em campo do time.
Vieram, então, as falhas individuais. Quando o jogo caminhava para uma vitória sem sustos, Vitor Carvalho entregou a bola para Anderson Leite empatar. O resultado já mantinha matematicamente o Coritiba no G4 por mais uma rodada, mas era ruim pelas circunstâncias da partida. Mas ficou ainda pior. Foi a vez de Thalisson Kelven falhar para, nos acréscimos, Léo Passos decretar a vitória dos donos da casa.

Umberto Louzer tentou ainda, no final, mas apostou em jogadores que mal atuaram na Série B. Os atacantes Wanderley e Iago Dias entraram, mas pouco fizeram. O treinador, que está novamente pressionado no cargo, lamentou muito a derrota e externou o sentimento de tristeza com o resultado.
“Foi a pior derrota que sofri. Pecamos em dois momentos e proporcionamos ao adversário um jogo que estava ao nosso favor. Mas temos que olhar para a frente, o campeonato ainda é longo. Lamentamos a partida perdida, mas temos que buscar uma vitória contra o CRB”, comentou.

O Alviverde vai tentar dar a volta por cima diante do CRB, neste sábado, no Couto Pereira. Vai encontrar o torcedor desconfiado e já sem a certeza de que o clube voltará à primeira divisão. “Temos que pedir desculpas ao torcedor. Cabe a nós sair desta situação incômoda e vamos dar a volta por cima”, finalizou Louzer.

Sobre admin

Check Also

Jorginho coloca Rodrigão no banco do Coritiba pra tirá-lo da “zona de conforto”

Considerado titular absoluto do Coritiba, o atacante Rodrigão, vice-artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro, com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *