Pagina Inicial / Coritiba / Coritiba vence América-MG na estreia de Jorginho

Coritiba vence América-MG na estreia de Jorginho

O Coritiba encerrou um jejum de seis jogos e voltou a se aproximar do G4 do Campeonato Brasileiro da Série B. Na estreia do técnico Jorginho, o Coxa venceu o América-MG por 2×1 e subiu para os 37 pontos, voltando à briga pelo acesso – e vencendo um adversário direto que vinha de uma série de 12 jogos de invencibilidade. Com um jogo a menos que a maioria dos times da Segundona, o Cori estancou a crise.

No início de jogo, o Coritiba demonstrava muito nervosismo. A ponto de sequer sair do seu próprio campo, com o Coelho dominando as ações e chegando com perigo ao gol de Alex Muralha – que sentiu o joelho no aquecimento, mas foi normalmente para a partida. Assustava o número de passes errados, principalmente quando o time buscava sair para o jogo. A bola queimava os pés alviverdes.

O jogo passou dos 15 minutos e o Coxa não tinha nem ameaçado o gol de Airton. Isso só aconteceu aos 18, numa cabeçada de Sabino para fora. Aí o time acordou e enfim assumiu o controle da partida. O que preocupava – e atrapalhava – era a má fase técnica de Rodrigão, que se esforçava muito, mas não repetia as boas atuações. Juan Alano também não estava bem. E o notório Marcelo de Lima Henrique seguia fazendo suas trapalhadas. Não marcou dois pênaltis, um para cada lado.

Jorginho orienta Giovanni. Foto: Henry Milléo
Jorginho orienta Giovanni. Foto: Henry Milléo

Quem estava jogando bem era Robson, por sinal o mais regular nas últimas rodadas. E foi ele quem marcou: aos 28 minutos, Giovanni lançou o camisa 30, que aproveitou a falha de Airton, passou pelo goleiro e tocou para o gol vazio. O Coritiba já fazia por merecer o resultado. Rodrigão teve uma chance para ampliar, mas a etapa inicial ficou no 1×0.

Mas não demorou muito para o placar mudar. Com um minuto no segundo tempo, Ricardo Silva derrubou Robson. Desta vez o pênalti foi marcado. E Sabino cobrou com muita calma para ampliar a vantagem. A partir daí, o Coxa passou a dar campo para os mineiros e jogando no contra-ataque. Não funcionou muito. Aos 16, Ricardo Silva subiu no terceiro andar e cabeceou para recolocar o Coelho no jogo.

Jorginho resolveu mexer no time, tirando Rodrigão e Kelvin (que teve uma estreia discreta) e colocando Igor Jesus e Serginho – outro estreante da tarde. Logo depois entrou Wellissol no lugar de Giovanni, que saiu vaiado. Era um momento de superioridade do América, fazendo de Alex Muralha um personagem importante da partida. No final da partida, além da pressão dos visitantes, um susto: Sabino teve dois choques de cabeça seguidos e ficou grogue por um tempo. O zagueiro voltou e ajudou a segurar um resultado importantíssimo.

Ficha técnica

SÉRIE B
2º Turno – 25ª Rodada

CORITIBA 2×1 AMÉRICA-MG

Coritiba
Alex Muralha; Diogo Mateus, Romércio, Sabino e Patrick Brey; Matheus Sales, Juan Alano e Giovanni; Kelvin (Serginho), Robson e Rodrigão (Igor Jesus).
Técnico: Jorginho

América-MG
Airton; Leandro Silva, Pedrão (Lucas Kal), Ricardo Silva e João Paulo; Willian Maranhão (Geovane), Juninho, Flávio, Matheusinho e Diego Ferreira (Felipe Azevedo); Júnior Viçosa.
Técnico: Felipe Conceição

Local: Couto Pereira
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Andrea Izaura de Sá (RJ)
Gols: Robson 28 do 1º; Sabino 3 e Ricardo Silva 16 do 2º
Cartões amarelos: Robson, Romércio, Alex Muralha (CFC); Ricardo Silva (AMG)
Público Pagante: 11.486
Público Total: 12.101
Renda: R$ 150.021,00

Sobre admin

Check Also

Jorginho coloca Rodrigão no banco do Coritiba pra tirá-lo da “zona de conforto”

Considerado titular absoluto do Coritiba, o atacante Rodrigão, vice-artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro, com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *