Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Sem Bruno Guimarães, Athletico terá mudança no meio e na postura

Sem Bruno Guimarães, Athletico terá mudança no meio e na postura

Nos próximos dois jogos pelo campeonato, contra Corinthians, nesta quinta-feira (10), na Arena Corinthians, e Flamengo, domingo, na Arena da Baixada, o Athletico estará sem, talvez, um dos seus principais jogadores, o volante Bruno Guimarães, que está servindo a seleção brasileira olímpica, que faz amistosos contra Venezuela, quinta, e Japão, na segunda-feira (14), em Recife.

Com isso, abre-se a possibilidade de o técnico Tiago Nunes modificar a estrutura do meio-campo da equipe. A tendência é que Lucho González fique com a posição em São Paulo. O argentino foi titular na vitória por 2×1 sobre o Bahia, quando fez a função de Wellington, como primeiro volante, mas, agora, atuará ao lado do capitão do Furacão e também com Léo Cittadini mais à frente.

Desta forma, o Rubro-Negro perde seu ’elemento surpresa’. Bruno Guimarães atua tanto na marcação, quanto na frente. Ao mesmo tempo que ajuda a defesa, é o cérebro do time, criando as principais jogadas, mas também se aproximando e até entrando na área. Foi assim, inclusive, que ele marcou o gol da vitória por 1×0 sobre o Internacional, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil. Ao longo do ano, em 35 jogos, o camisa 39 fez cinco gols e deu mais três assistências.

Já Lucho González já não tem esse vigor para correr o campo inteiro, mas, experiente, sabe onde se posicionar. Além disso, o que se perde lá na frente, se ganha atrás. O atleta vai ajudar mais na marcação e, com isso, Léo Cittadini, terá mais liberdade na armação das jogadas. Além disso, os laterais também vão poder apoiar mais, uma vez que o argentino deixará menos espaços lá atrás.

Lucho González pode ser titular do Furacão contra o Corinthians. Foto: Jonathan Campos
Lucho González pode ser titular do Furacão contra o Corinthians. Foto: Jonathan Campos

Ou seja, na teoria, a formação tática do Athletico não muda, mas, na prática, sim. E nisso é que o time pode surpreender os adversários, uma vez que terá outras armas para chegar ao gol, atuando de uma forma que não é tão padrão. Isto caso Lucho seja, de fato, o escolhido para a posição.

No elenco, o treinador tem outras opções para a vaga de Bruno Guimarães, como Erick e Matheus Rossetto. O primeiro, é ainda mais defensivo, mas também sabe criar jogadas, enquanto Rossetto tem mais as características de um segundo volante, além de ser uma boa opção nas bolas paradas.

Porém, os dois foram pouco utilizados por Tiago Nunes até aqui. No time principal, Erick jogou nove vezes, sendo titular em cinco. Já Matheus Rossetto atuou apenas em seis oportunidades, também sendo titular em cinco.

Uma outra alternativa do comandante do Furacão seria uma postura mais ofensiva, recuando Léo Cittadini um pouco e colocando Tonny Anderson entre os titulares. A possibilidade, embora remota, tornaria o Rubro-Negro mais solto em campo, pressionando o adversário no seu campo ofensivo.

Opções e estratégias que Tiago Nunes está estudando para suprir a ausência daquele que vem sendo o diferencial do time nesta temporada.

Sobre admin

Check Also

Thiago Heleno revela vontade de permanecer no Athletico

Já são quase quatro temporadas com a camisa do Athletico e o zagueiro Thiago Heleno espera prolongar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *