Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Athletico perde pro Flamengo em lambança da defesa

Athletico perde pro Flamengo em lambança da defesa

No duelo do campeão da Copa do Brasil e do melhor time do Brasileirão deu Flamengo. Em um confronto marcado por muitos erros defensivos, o Athletico perdeu por 2×0 para o time carioca, na tarde deste domingo (13), na Arena da Baixada, interrompeu sua série invicta que durava cinco rodadas, permaneceu com 35 pontos e caiu para a décima posição na classificação do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro vai tentar recuperação no torneio diante do Fluminense, nesta quinta-feira (17), no Maracanã.

O primeiro tempo foi equilibrado e disputado com muita intensidade dos dois times. Não à toa, Athletico e Flamengo provaram em campo porque estão em evidência no cenário do futebol nacional. O Furacão, no entanto, adotou uma estratégia diferente. Buscava sair tocando desde a sua área, mas era bem marcado pelo adversário. Aos oito minutos, Wellington já mostrou o que viria pela frente ainda na etapa inicial. O camisa 5 saiu jogando errando e Willian Arão quase marcou. Na sequência, em outra entregada, Vitinho arriscou e a bola saiu por pouco.

Mesmo com a marcação eficiente do time carioca, o Rubro-Negro, aos poucos, conseguiu colocar em prática seu estilo de jogo, jogando para frente e criando boas chances. Aos 16, Rhodolfo falhou e Thonny Anderson quase marcou. Depois, veio o primeiro lance polêmico do jogo. Lucas Silva foi derrubado na área por Léo Pereira. Depois de marcar a penalidade, o árbitro Braulio da Silva Machado revisou o lance e voltou atrás.

Se não conseguia fazer uma atuação com um primor técnico, o Athletico tinha muita disposição. O gol quase veio aos 29, com Thonny Anderson, mas a cabeçada parou em mais uma boa defesa do goleiro Diego Alves. O arqueiro flamenguista seguiu travando um bom duelo com o camisa 38 e evitou o primeiro gol rubro-negro aos 35.

Mas, aos poucos, o Furacão perdeu a intensidade e o Flamengo conseguiu ganhar o meio de campo. Wellington e Lucho González já não davam conta de marcar o melhor ataque do Brasileirão. Aos 39, Rafinha fez a jogada, Lucas Silva cruzou e Vitinho, na pequena área, perdeu o gol.

O Rubro-Negro abusou da sorte e tomou o gol aos 44. O goleiro Léo e Wellington, na tentativa de sair jogando, erraram feio e, aproveitando da lambança do sistema defensivo atleticano, Bruno Henrique roubou, mandou para o gol e abriu o placar na Arena da Baixada.

Furacão foi dominado pelo Flamengo quase o jogo inteiro. Foto: Jonathan Campos
Furacão foi dominado pelo Flamengo quase o jogo inteiro. Foto: Jonathan Campos

O Athletico voltou com outra disposição no segundo tempo. O empate quase veio antes do primeiro minuto da mesma forma que o Flamengo marcou na etapa inicial. Desta vez, foi Willian Arão quem errou e Thonny Anderson, na cara do gol, bateu em cima de Diego Alves.

O atacante Rony passou a ser mais participativo e a criar problemas para a defesa do time carioca. Aos quatro minutos, o camisa 7 fez grande jogada, mas Thonny Anderson, na entrada da área, tentou bater colocado e a bola saiu por pouco.

Para tentar conter o ímpeto do Furacão, o técnico Jorge Jesus aumentou seu poder de marcação com as entradas do zagueiro Thuler e do volante Piris da Mota. O Rubro-Negro seguiu pressionando. Aos 13, depois da cobrança de escanteio e da falha defensiva do Flamengo, Léo Pereira recebeu livre, mas mandou para fora.

O técnico Tiago Nunes, então, apostou na entrada do atacante Marco Ruben no lugar de Lucho González. Ao mesmo tempo em que ganhou mais presença de área, a equipe perdeu um pouco do seu poder de criação, já que Léo Cittadini precisou voltar um pouco mais para recompor o setor de contenção.

O time atleticano, que perdeu novamente a intensidade, já não conseguia pressionar tanto o Flamengo. Assim, para corrigir e ganhar de novo o meio de campo, Everton Felipe entrou na vaga de Marcelo Cirino. Só que do outro lado tinha nada menos que o líder do Brasileirão. Aos 31, em outro erro na saída de bola do Athletico, desta vez do zagueiro Léo Pereira, Willian Arão recuperou, serviu Bruno Henrique, mas o chute saiu por pouco.

O Furacão, já na base do tudo ou nada, aumentou a pressão na reta final do jogo. Aos 34, Marco Ruben teve sua primeira chance, mas cabeceou para fora depois da boa jogada de Thonny Anderson. No final, ainda deu tempo de Bruno Henrique marcar o segundo. Aos 45, Renê cruzou pela esquerda e o atacante aproveitou para definir o placar.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
25ª Rodada – 2º Turno

ATHLETICO 0X2 FLAMENGO

Athletico
Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Marcio Azevedo (Adriano); Wellington, Lucho González (Marco Ruben) e Léo Cittadini; Thonny Anderson, Rony e Marcelo Cirino (Everton Felipe).
Técnico: Tiago Nunes

Flamengo
Diego Alves; Rafinha (João Lucas), Rhodolfo (Thuler), Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro; Lucas Silva (Piris da Motta), Vitinho e Bruno Henrique.
Técnico: Jorge Jesus

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Eder Alexandre (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Gols: Bruno Henrique, 44 do 1º; Bruno Henrique, 45 do 2º
Cartões amarelos: Rony, Léo Cittadini, Thiago Heleno (CAP); Everton Ribeiro, Renê, Bruno Henrique, Vitinho (FLA)
Renda: R$ 1.326.180,00
Público total: 25.473

Sobre admin

Check Also

Athletico pega o Inter no palco da final da Copa do Brasil, mas em situação bem diferente

A final da Copa do Brasil deste ano será revivida nesta quinta-feira (31), às 21h30, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *