Pagina Inicial / Atlético Paranaense / Tiago Nunes isenta goleiro Léo por falha em primeiro gol do Flamengo contra o Athletico

Tiago Nunes isenta goleiro Léo por falha em primeiro gol do Flamengo contra o Athletico

O técnico Tiago Nunes assumiu totalmente a responsabilidade pela falha do goleiro Léo no primeiro gol do Flamengo na derrota por 2×0 do Athletico na tarde de domingo (13), na Arena da Baixada. O treinador eximiu o arqueiro de qualquer culpa e também criticou o torcedor que vaiou o camisa 22 após a falha no final do primeiro tempo diante do líder do Brasileirão.

“O torcedor que vaiou o Léo não acompanha o Athletico. Se acompanhasse o mínimo possível teria visto as defesas que fez contra o Corinthians, contra o Santos e o quanto ele é um bom goleiro. É um cara competente. Torcedor que torce só no momento que acerta é fácil. O torcedor tem direito, é soberano a qualquer profissional e qualquer pessoa, representa o clube, mas é preciso ter mais calma e mais paciência”, comentou.

Logo após a partida, Tiago admitiu que conversou com Léo. O comandante rubro-negro também explicou porque, sobretudo diante do Flamengo, era tão importante conseguir sair de trás com um bom toque de bola para não ser pressionado.

“Falei para ele que tivesse mais tranquilidade. Em muitos jogos ele nos levou nas costas e passei o máximo de tranquilidade para ele. É um grande goleiro. O responsável sou eu, Tiago Nunes, por qualquer tipo de erro. Eu peço para jogar dessa forma. Contra o Flamengo, que tira muito a saída de bola, se não tentar jogar assim, a gente passa só dando chutão, que é o que acontece nos outros jogos do Flamengo, que é de ataque contra defesa. Não foi o que aconteceu hoje (domingo)”, reforçou.

Técnico elogiou o goleiro por outras atuações, criticou torcida por vaias e lembrou que Athletico sempre atuou assim desde que ele assumiu o time. Foto: Jonathan Campos
Técnico elogiou o goleiro por outras atuações, criticou torcida por vaias e lembrou que Athletico sempre atuou assim desde que ele assumiu o time. Foto: Jonathan Campos

O erro do goleiro aconteceu aos 44 minutos do primeiro tempo, quando tentou sair jogando com o volante Wellington, dentro da área e acabou gerando a roubada de bola do atacante Bruno Henrique. Isso já tinha acontecido em dois lances durante o primeiro tempo. Tiago Nunes, além de assumir a responsabilidade, afirmou que o erro não foi apenas do arqueiro.

“Foi um erro coletivo. Fica marcada a questão do Léo, que é goleiro e não é comum jogar tão pressionado. Acabou não tomando a decisão melhor. Aconteceu. Em 99 jogos sob o meu comando foi a primeira vez que aconteceu e sofremos um gol nessas circunstâncias. Nós fazemos isso desde o primeiro jogo e faz parte da conta. Mas fizemos um bom jogo contra o Flamengo. Superamos eles em todos os números, menos no placar. Eles tiveram um aproveitamento melhor e provavelmente serão campeões brasileiros”, arrematou o treinador.

Sobre admin

Check Also

Athletico pega o Inter no palco da final da Copa do Brasil, mas em situação bem diferente

A final da Copa do Brasil deste ano será revivida nesta quinta-feira (31), às 21h30, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *