Categorias
Destaques Futebol Paranaense

Ex-técnico de Athletico, Coritiba e Paraná, Valdir Espinosa morre aos 73 anos

O ex-técnico Valdir Espinosa morreu nesta quinta-feira aos 72 anos, no Rio de Janeiro. Com passagens por Londrina, Coritiba, Paraná e Athletico, o ex-treinador teve problemas respiratórios após ser submetido a uma cirurgia no estômago.
Espinosa vinha atuando como gerente de futebol do Botafogo, porém, se licenciou do cargo para fazer a operação.
Carreira
Nascido em Porto Alegre, Espinosa iniciou a carreira no futebol como lateral-direito do Grêmio. Foi jogador durante oito anos, tendo passado ainda por CSA, Esportivo e Vitória, até tornar-se técnico.
Espinosa rodou por diversos clubes do Brasil, com destaques para as passagens por Grêmio e Botafogo, times pelos quais possuía mais identificação, por ter alguns dos títulos mais emblemáticos da história de ambas as equipes: o Mundial de 1983 pela equipe gaúcha, dirigindo nomes como Hugo De León, Mário Sérgio, Paulo César Caju e Renato Gaúcho, e o Estadual de 1989 pelo time alvinegro, encerrando um jejum de 20 anos graças ao gol marcado por Maurício na decisão contra o Flamengo.

Categorias
Geral

Renato Augusto pode voltar ao Corinthians? Entenda a situação do meia na China

Além de Paulinho, que está no Brasil usando as dependências do CT do Corinthians para treinar, outro ex-corintiano que joga na China tem agitado a Fiel torcida nas redes sociais: Renato Augusto.

A volta do meio-campista ao Corinthians, clube em que foi campeão brasileiro em 2015 como melhor jogador do torneio, parece neste momento apenas um sonho. Que o próprio jogador, aliás, tem ajudado a alimentar, já que na última segunda-feira ele curtiu no Instagram uma publicação que sugeria a contratação dele.

Tudo o que você precisa saber do Timão:
+ Paulinho treina no CT e ouve pedidos para ficar
+ Zagueiro do Flamengo é modelo para recuperar Pedro Henrique
+ Corinthians pode ter urna eletrônica em eleição

TiaguinhoMilGrauu@TiaguinMilGrauu

Renato Augusto curtiu um post no qual foi anunciado uma possível volta dele ao Timão!!

EU ESTOU MUITOOOOO ILUDIDOOOO

View image on Twitter

3610:01 PM – Feb 17, 2020Twitter Ads info and privacySee TiaguinhoMilGrauu’s other Tweets

Apesar do surto do coronavírus na China, Renato, porém, não planeja voltar a jogar no Brasil neste momento – o que muito provavelmente exigiria uma redução salarial, o que ele não está disposto a fazer. Com contrato até o fim de 2021, o meia pensa em seguir cumprindo o vínculo com o Beijing Guoan.

Qual a situação de momento?

Renato Augusto deixou a China no início de dezembro e, até agora, não retornou ao país. Vice-campeão chinês de 2019, o Beijing Guoan fez a pré temporada deste ano na Espanha enquanto explodia o surto do novo coronavírus.

Renato Augusto em ação pelo Beijing Guoan — Foto: Reprodução / Site oficial
Renato Augusto em ação pelo Beijing Guoan — Foto: Reprodução / Site oficial

Renato Augusto em ação pelo Beijing Guoan — Foto: Reprodução / Site oficial

Da Espanha, a delegação foi levada foi para Coreia do Sul, já que a diretoria não queria colocar em risco seus jogadores e toda comissão técnica. Foi na Coreia, então, que o Guoan terminou a preparação para a Liga dos Campeões da Ásia.

Por enquanto, o campeonato nacional da China está adiado até março, mas não é verdade que os jogadores do país ficarão todos parados. Isso porque a Liga dos Campeões da Ásia está confirmada, porém com jogos remanejados. Os times chineses farão os três primeiros jogos como visitante, o que garante que até abril nenhuma equipe chinesa jogue em casa na competição continental.

Nesta terça-feira, aliás, Renato Augusto esteve em campo na vitória da sua equipe por 1 a 0 sobre o Chiangrai United, na Tailândia.

Ainda durante essa semana, uma nova data para o início do Campeonato Chinês deve ser divulgada.

A estimativa é que o campeonato retorne no fim do primeiro semestre ou só depois de junho. Os times chineses, porém, não devem liberar os estrangeiros tão facilmente, principalmente os que estão disputando a Liga dos Campeões porque, caso abram mão dos jogadores estrangeiros, não poderão inscrever outros estrangeiros para substitui-los, pois o prazo já terminou.

Além do Beijing Guoan (time de Renato Augusto), vivem essa situação o Guangzhou Evergrande (Paulinho, Talisca, Ricardo Goulart, Allan e Elkeson) e o Shanghai SIPG (Hulk e Oscar). Desta forma, todos eles devem jogar as próximas rodadas em março e abril.

A diretoria corintiana monitora esse impasse, mas sabe que é muito difícil repatriar jogadores que atuam na China por conta dos altos salários. A janela para contratações do exterior fica aberta até 2 de abril.

Fonte: Globo.com

Categorias
Futebol Paranaense

Paraná perde Alisson por dois meses por lesão na face

O Paraná Clube perdeu um importante jogador para a sequência da temporada. O goleiro Alisson sofreu uma lesão na face na vitória paranista por 1×0 sobre o Operário, no último domingo (16), na Vila Capanema, após um choque com o volante Kaio, e passará por uma cirurgia, ficando de fora por aproximadamente dois meses.

Com isso, a camisa 1 deve ser vestida por Marcos. O arqueiro, que veio por empréstimo do Goiás, fez apenas um jogo até aqui na temporada, no empate em 1×1 com o Athletico, na Arena, mas teve uma atuação de destaque, com grandes defesas.

A primeira oportunidade será já neste sábado (22), às 17h, contra o PSTC, no Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio, pela oitava rodada do Campeonato Paranaense.

Alisson disputou sete jogos em 2020 pelo Tricolor sofrendo três gols. O jogador passou intacto em cinco ocasiões.

Categorias
Destaques

Coritiba paga alta indenização a ex-jogador, vítima do acidente aéreo da Chape

O Coritiba fechou um acordo e pagou R$ 220 mil aos herdeiros do ex-volante Sérgio Manoel, falecido no acidente aéreo da Chapecoense. O jogador, que atuou pelo Coxa entre 2012 e 2014, havia movido um processo trabalhista contra o clube em agosto de 2016, mas morreu antes mesmo da primeira audiência do caso.

Sérgio Manoel vestiu a camisa alviverde por quase três anos, mas ficou marcado por duas lesões no ligamento cruzado do joelho esquerdo, em 2012 e 2013, que o afastaram dos gramados por mais de um ano.

Na ocasião, o atleta pagou do próprio bolso as apólices de seguro pelas cirurgias e também não teve seu vínculo estendido por estabilidade, como tinha direito. O ex-volante foi uma das 71 vítimas do desastre da Chape, que aconteceu em novembro de 2016, na Colômbia.

Em 2017, a 18ª Vara de Trabalho de Curitiba determinou que o Coritiba indenizasse a família do ex-atleta em aproximadamente R$ 630 mil. O advogado do jogador cobrou os R$ 25 mil referentes ao seguro e também a estabilidade provisória, obrigação que o clube teria em prorrogar o contrato por 12 meses, incluindo salários, férias, 13º e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O Coxa recorreu e os valores foram reduzidos.

O valor atualizado da indenização era de R$ 230 mil, conforme apurou a reportagem, e o representante jurídico de Sergio Manoel conseguiu o bloqueio da cota televisiva do clube a fim de receber a quantia. A Rede Globo chegou a depositar uma parte do valor diretamente para os representantes do ex-jogador.

Para encerrar o caso, o Alviverde, então, assinou um acordo para que o dinheiro depositado ficasse, de fato, com a família, desde que uma pequena redução fosse concedida. A quantia final da ação ficou em R$ 220 mil.

Por meio da assessoria de imprensa, o Coritiba se manifestou dizendo que não comenta questões do departamento jurídico.

Categorias
Futebol Paranaense

Santos passará por cirurgia e desfalca o Athletico no começo da Libertadores

O goleiro Santos está fora dos três primeiros jogos do Athlético na Copa Libertadores.

O clube anunciou nesta terça-feira (18) que o arqueiro sofreu uma lesão no menisco na disputa da Supercopa, contra o Flamengo, e precisará passar por uma artroscopia no joelho direito. O tempo médio de recuperação é de quatro a seis semanas.

Se a estimativa se confirmar, Santos ficará fora das partidas contra o Peñarol (3/3), Colo-Colo (11/3) e Jorge Wilstermann (17/3), pela fase de grupos da competição continental. O goleiro poderia voltar ao time no confronto de volta contra os chilenos, no dia 8 de abril, na Arena da Baixada.

O recém-contratado Jandrei deve ser o titular do Furacão enquanto Santos se recupera. Além dele, o técnico Dorival Júnior tem à disposição Léo e Anderson para a posição.

Categorias
Futebol Paranaense

Paulo André ressalta projeto do Athletico e garante que clube não fará loucuras para se reforçar

Em meio às cobranças da torcida por reforços, principalmente após a perda da Supercopa para o Flamengo, o diretor de futebol do Athlético, Paulo André, resolveu se manifestar. Através das redes sociais, o dirigente ressaltou o projeto do clube e explicou que não vão comprometer o orçamento para trazer jogadores com salários milionários.

“É claro que eu entendo que muita gente ficaria feliz, no curto prazo, se tivéssemos gastado bastante dinheiro agora. Seria muito mais fácil apresentar 10 jogadores e sair nas fotos como se o trabalho estivesse bem feito. Nós não traremos jogadores pagando 400, 500 mil reais de salário apenas para nos protegermos da opinião de terceiros. Isso é de uma estupidez sem tamanho para o clube e para a continuidade do projeto”, diz parte do texto.

Paulo André se aposentou dos gramados em junho do ano passado, se tornando, definitivamente, diretor do Rubro-Negro. Porém, desde 2018 já vinha acumulando as funções, mesmo quando ainda era jogador. Desde então, vem analisando o mercado e também buscando peças para a base atleticana e, neste mesmo tempo, o time conquistou a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil, além de dois Paranaenses.

“Acredito no projeto e no modelo de negócio do clube que é o que mais cresce na América do Sul nos últimos 25 anos. Esse é o modelo de gestão que deu certo e que eu acredito. Faz dois anos que participo da gestão do futebol do clube, olho para dentro e para fora o tempo todo para investigar se estamos no caminho certo e se há melhores práticas por aí. Neste período, montamos um time campeão, repleto de jovens e com altíssimo poder de revenda”, acrescentou ele.

No entanto, o ex-zagueiro admitiu que, após a saída de vários jogadores que fizeram parte das últimas conquistas, o Athletico inicia um novo ciclo, que precisará de tempo para dar resultado. Mesmo assim, não vai buscar medalhões para agradar os críticos.

“Essa é a falácia do futebol, responsável por quebrar quase todos os clubes do país e tornar o futebol brasileiro um deserto de ideias e de visão de futuro”, apontou.

Para 2020, o Furacão trouxe como reforços para o elenco principal apenas os meias Fernando Canesin e Marquinhos Gabriel, o atacante Carlos Eduardo e o goleiro Jandrei.

Confira a nota de Paulo André na íntegra:

Categorias
Futebol Paranaense

Athletico vai com o time principal para o confronto com o Cascavel CR

Pela segunda vez na temporada, o Athlético vai disputar uma partida do Campeonato Paranaense com sua equipe principal, comandada pelo técnico Dorival Júnior. O confronto será diante do Cascavel CR, no sábado (22), às 17h, na Arena da Baixada. O objetivo é que o elenco atleticano possa reforçar sua preparação para a Copa Libertadores, uma vez que a estreia é no dia 3 de março, contra o Peñarol, do Uruguai.

Após a derrota para o Flamengo por 3×0, na Supercopa do Brasil, o treinador tinha apontado, em entrevista coletiva, que poderia fazer mais testes com o time na disputa regional. Nesta segunda-feira (17), o clube confirmou a participação do grupo na partida válida pela oitava rodada do Estadual. Vale lembrar que o time principal já havia entrado em campo na sexta rodada, no empate em 1×1 diante do Paraná.

“A ideia é chegarmos com uma situação um pouco mais adiantada para a primeira partida da Libertadores, já com algumas situações um pouco mais definidas”, explicou o comandante.

Até o momento, o Furacão principal entrou em campo cinco vezes em 2020. Fez apenas dois jogos no Torneio de Verão, na Argentina, disputou um amistoso com o sub-23 do Grêmio, jogou no Paranaense contra o Tricolor e encarou o Flamengo, em Brasília.

Categorias
Futebol Paranaense

Athletico perde pro Flamengo na decisão da Supercopa

Não deu para o Athlético na Supercopa do Brasil. Encarando o favorito o Flamengo, o Furacão não teve uma boa atuação, errou muito e perdeu por 3×0, na manhã deste domingo (16), no Mané Garrincha, em Brasília. Bruno Henrique e Gabigol, logo no primeiro tempo, abriram o caminho. Na etapa final, Arrascaeta fez o terceiro, decretando o título para os cariocas diante de 48 mil torcedores.

O resultado não foi surpresa para ninguém. Mas a saída de jogadores importantes do Rubro-Negro refletiu em campo. O técnico Dorival Júnior apostou em uma escalação sem um centroavante, explorando a velocidade, mas sofreu com o adversário. Ainda mais reforçado para este ano, o Flamengo construiu o placar com naturalidade.

Logo aos 13 minutos do primeiro tempo, Bruno Henrique marcou de cabeça. O camisa 27 aproveitou cruzamento de Gabigol pela direita e subiu sozinho na área, entre Lucas Halter e Thiago Heleno.

Sem conseguir assustar, o Athletico ainda entregou o segundo gol em uma lambança. Aos 28, Márcio Azevedo, ao cortar cruzamento pela esquerda, tentou ajeitar de peito para o goleiro Santos, mas Gabigol foi mais rápido e roubou a bola para fazer 2×0.

Rony até tentou e criou duas boas chances no jogo, mas Gabriel aproveitou lambança da defesa atleticana e marcou. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

Só então que o Furacão foi para cima. Marquinhos Gabriel teve duas chances – uma na cobrança de falta e outra no chute defendido por Diego Alves. Mas a melhor chance de descontar saiu no cruzamento rasteiro de Rony, que passou por Erick na pequena área.

A péssima atuação dos laterais foi percebida por Dorival Junior. No intervalo, ele tirou Khelleven e Márcio Azevedo. Colocou Abner na esquerda e o recém-contratado Fernando Canesin no meio, passando Erick para a lateral-direita.

Arrascaeta marcou o terceiro gol e decretou a vitória do Flamengo. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

O Rubro-Negro até melhorou no segundo tempo, mas não evitou o terceiro. Aos 23, em contra-ataque, Bruno Henrique chutou, Santos defendeu e Arrascaeta pegou o rebote. A partir daí, os gritos de “é campeão” tomaram conta do estádio até o apito final.

O Athletico não desistiu e seguiu se esforçando. Bissoli ainda acertou o travessão, na melhor chance do time, mas não foi o suficiente nem para tentar, ao menos, minimizar o placar final.

FICHA TÉCNICA

SUPERCOPA DO BRASIL
Flamengo 3×0 Athletico

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta (Michael); Bruno Henrique e Gabigol.
Técnico: Jorge Jesus.

Athletico: Santos; Khellven (Fernando Canesin), Thiago Heleno, Lucas Halter e Márcio Azevedo (Abner Vinícius); Wellington, Erick e Léo Cittadini (Bissoli); Marquinhos Gabriel, Nikão e Rony.
Técnico: Dorival Junior.

Local: Estádio Mané Garrincha (Brasília-DF)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO).
VAR: Rodrigo Ferreira do Amaral
Gols: Bruno Henrique, 13, Gabigol, 28 do 1º; Arrascaeta, 23 do 2º
Cartões amarelos: Gabigol (FLA); Erick e Nikão (CAP)
Público pagante: 48.009
Renda: R$ 7.423.000,00

Categorias
Futebol Paranaense

Com show de Pedrinho, Athletico bate o Toledo e se reabilita no Paranaense

Com três gols do atacante Pedrinho, o Athlético se recuperou no Paranaense. Neste sábado (15), o time de aspirantes venceu o Toledo por 3 a 0, na Arena da Baixada, e encerrou a sequência de três jogos sem vitória.

O resultado colocou a equipe temporariamente na terceira colocação do Estadual, com 13 pontos. O Furacão, no entanto, ainda pode ser ultrapassado pelo Operário, que enfrenta o Paraná neste domingo (16), no complemento da rodada.

O técnico Eduardo Barros mudou bastante a escalação para enfrentar o Porco. Foram quatro modificações em relação ao time que perdeu para o FC Cascavel no domingo passado. Entraram o goleiro Gabriel, o lateral-direito Elias Lira, o meia Reinaldo e o atacante Mingotti.

E a resposta veio em campo. Domínio total no primeiro tempo, com oito finalizações, uma delas na trave. No único gol, Pedrinho aproveitou o rebote do goleiro no chute de Reinaldo e mandou para a rede.

Vice-campeão estadual em 2019, o Toledo também sofreu no segundo tempo. Logo aos 5 minutos, Breno Lopes caiu na área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Jáderson bateu à meia-altura e parou em Diego.

Mas não demorou para o Furacão ampliar. Dois minutos depois, Mingotti cruzou forte e encontrou Pedrinho livre para marcar seu quinto gol no Paranaense.

Os aspirantes mantiveram a batida ofensiva. Jáderson marcou o terceiro, mas o gol foi (mal) anulado por impedimento.

Em uma jogada ensaiada, mais um gol anulado bastante duvidoso. Jajá fez de cabeça, mas o juiz assinalou um empurrão de Walber no mesmo lance.

Aos 39′, Pedrinho completou seu hat-trick. Arriscou de fora da área e definiu o placar.

No próximo sábado (22), o Furacão pega outro time que briga contra o rebaixamento, o CR Cascavel, também em casa.

Ficha técnica

CAMPEONATO PARANAENSE 2020
7ª Rodada
Athletico 3 x 0 Toledo

Athletico: Gabriel; Elias Lira (Bruno Leite), Walber, Luan Patrick e Jáderson; Léo Gomes; Ramon e Reinaldo (Julimar); Breno Lopes (Jajá), Mingotti e Pedrinho. Técnico: Eduardo Barros.

Toledo: Diego; Marcus Leal (PH), Tomazi, Jonathan e Elson (Vavá); Mineiro, Prill, Juninho e Gustavo; Lucas Vieira e Junior César (Dudu). Técnico: Zé Maria.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba.
Gols: Pedrinho, 34/1T, 7/2T e 39/2T
Amarelos: Elias Lira (CAP) e Marcus Leal e Mineiro (TOL)
Árbitro: David Henrik Pinho.
Assistentes: Heitor Alex Eurich e Welvys Fladerson Gomes Afonso.

Categorias
Futebol Paranaense

Em tarde inspirada, Rafinha prevê “vida difícil” para o Coritiba pela Copa do Brasil

O meia-atacante Rafinha, autor de dois dos gols do Coritiba na goleada por 6×1 em cima do União, já está prevendo “vida difícil” do time na Copa do Brasil, mas acredita que o time vai embalado para a “batalha”. Pelo Campeonato Paranaense o Alviverde massacrou o time do União Beltrão no Couto Pereira neste sábado (08), pela sexta rodada da competição. Agora, o foco do Coxa está todo voltado para a disputa nacional. Na quarta-feira (12), o time encara o Manaus, na Arena Amazônia.

O jogador de 36 anos estufou as redes duas vezes diante do União, assinalando seus primeiros gols de 2020. Ele apontou o placar elástico como um fator de motivação para o confronto nacional, competição que desde o final da temporada 2019 estava sendo tratada com absoluta prioridade para o Coritiba.

“Foi bom para a gente ter uma confiança maior para quarta-feira na Copa do Brasil”, explicou em entrevista à DAZN. Mesmo que o time vá motivado, Rafinha esclareceu às rádios Banda B e Transamérica que será muito difícil encarar a partida diante do Manaus.