Categorias
Futebol Paranaense

Athletico perde pro Flamengo na decisão da Supercopa

Não deu para o Athlético na Supercopa do Brasil. Encarando o favorito o Flamengo, o Furacão não teve uma boa atuação, errou muito e perdeu por 3×0, na manhã deste domingo (16), no Mané Garrincha, em Brasília. Bruno Henrique e Gabigol, logo no primeiro tempo, abriram o caminho. Na etapa final, Arrascaeta fez o terceiro, decretando o título para os cariocas diante de 48 mil torcedores.

O resultado não foi surpresa para ninguém. Mas a saída de jogadores importantes do Rubro-Negro refletiu em campo. O técnico Dorival Júnior apostou em uma escalação sem um centroavante, explorando a velocidade, mas sofreu com o adversário. Ainda mais reforçado para este ano, o Flamengo construiu o placar com naturalidade.

Logo aos 13 minutos do primeiro tempo, Bruno Henrique marcou de cabeça. O camisa 27 aproveitou cruzamento de Gabigol pela direita e subiu sozinho na área, entre Lucas Halter e Thiago Heleno.

Sem conseguir assustar, o Athletico ainda entregou o segundo gol em uma lambança. Aos 28, Márcio Azevedo, ao cortar cruzamento pela esquerda, tentou ajeitar de peito para o goleiro Santos, mas Gabigol foi mais rápido e roubou a bola para fazer 2×0.

Rony até tentou e criou duas boas chances no jogo, mas Gabriel aproveitou lambança da defesa atleticana e marcou. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

Só então que o Furacão foi para cima. Marquinhos Gabriel teve duas chances – uma na cobrança de falta e outra no chute defendido por Diego Alves. Mas a melhor chance de descontar saiu no cruzamento rasteiro de Rony, que passou por Erick na pequena área.

A péssima atuação dos laterais foi percebida por Dorival Junior. No intervalo, ele tirou Khelleven e Márcio Azevedo. Colocou Abner na esquerda e o recém-contratado Fernando Canesin no meio, passando Erick para a lateral-direita.

Arrascaeta marcou o terceiro gol e decretou a vitória do Flamengo. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

O Rubro-Negro até melhorou no segundo tempo, mas não evitou o terceiro. Aos 23, em contra-ataque, Bruno Henrique chutou, Santos defendeu e Arrascaeta pegou o rebote. A partir daí, os gritos de “é campeão” tomaram conta do estádio até o apito final.

O Athletico não desistiu e seguiu se esforçando. Bissoli ainda acertou o travessão, na melhor chance do time, mas não foi o suficiente nem para tentar, ao menos, minimizar o placar final.

FICHA TÉCNICA

SUPERCOPA DO BRASIL
Flamengo 3×0 Athletico

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta (Michael); Bruno Henrique e Gabigol.
Técnico: Jorge Jesus.

Athletico: Santos; Khellven (Fernando Canesin), Thiago Heleno, Lucas Halter e Márcio Azevedo (Abner Vinícius); Wellington, Erick e Léo Cittadini (Bissoli); Marquinhos Gabriel, Nikão e Rony.
Técnico: Dorival Junior.

Local: Estádio Mané Garrincha (Brasília-DF)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO).
VAR: Rodrigo Ferreira do Amaral
Gols: Bruno Henrique, 13, Gabigol, 28 do 1º; Arrascaeta, 23 do 2º
Cartões amarelos: Gabigol (FLA); Erick e Nikão (CAP)
Público pagante: 48.009
Renda: R$ 7.423.000,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *