Categorias
Destaques

Clube paranaense se envolve em “jogo fantasma” e movimenta milhões em sites de apostas

O programa Fantástico, da TV Globo, mostrou uma reportagem, na noite de domingo (17), revelando um esquema que envolvia apostas e um “jogo fantasma” do Andraus, clube de Campo Largo, da segunda divisão estadual.

Segundo a matéria, Andraus e Serrano-PB teriam feito um amistoso no dia 25 de março, que envolveu cerca de R$ 10 milhões de reais nos sites de apostas. Porém, a movimentação estranha destas apostas chamou a atenção e não existe nenhum registro de que a partida tenha, de fato, ocorrido.

Para o Fantástico, o advogado do clube garantiu que o jogo ocorreu e que tinha provas disso, mas não as encaminhou para a reportagem. Procurado, o presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Helio Cury, se disse surpreso com o suposto amistoso e que irá abrir investigação interna sobre o caso.

O advogado do Serrano também foi procurado e alegou que nenhum jogador do time, nem profissional, nem da base, viajou até Curitiba. No entanto, ele confirmou a partida, mas disse que jogadores daqui é que entraram em campo, com o clube paraibano apenas emprestando o nome.

Vale lembrar que desde março não está permitido que partidas de futebol aconteçam no Paraná. O Andraus tinha marcado outros quatro amistosos, dos quais três representantes dos adversários negam ter assinado qualquer acordo.

Não é a primeira vez que o clube paranaense e seu dono, Nadim Andraus, aparecem em polêmicas. Em outubro do ano passado, o clube foi acusado pelo Iguaçu de União da Vitória de um conluio com o Grecal na última rodada da primeira fase da Terceira Divisão, com direito a um suposto problema na estrada forjado. Na ocasião o empresário disse que não tinha “nada a ver com isso”.

Antes disso, em 2018, uma reportagem do programa Esporte Espetacular mostrou que Nadim Andraus era suspeito de manipulação de resultados, com apostas feitas por eles contra o seu próprio time.

“Me vejo no meio de uma perseguição irresponsável”, disse em sua defesa na época, via nota oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *